Um carro do Presídio de Três Pontas ficou completamente destruído, na noite desta segunda-feira (04), após ter sido incendiado dentro de uma oficina mecânica, em Varginha.

Uma guarnição foi acionada na Avenida Plínio Salgado por causa de um incêndio em uma viatura. Quando os militares chegaram no local, encontraram no estacionamento do estabelecimento, uma viatura Blazer do sistema prisional em chamas, que pertence ao Presídio de Três Pontas e estava em manutenção.

Equipes do Corpo de Bombeiros foram acionadas e apagaram as chamas.

Ao verificarem as câmeras de segurança da oficina, foi possível ver que aproximadamente oito homens pularam o muro do local e incendiaram a viatura. O que chamou a atenção, é que após o fogo se alastrar, um dos indivíduos tirou fotos do carro.

A Polícia Militar saiu em rastreamento e conseguiu prender em diversos pontos da cidade, dois jovens ambos de 21 anos e seis menores com idades entre 14 e 17 anos. Todos foram conduzidos para a Delegacia de Polícia Civil de Varginha.

Ataques em mais quatro cidades

Em Alterosa, atearam fogo em uma usina de reciclagem que pertence ao município. De acordo com  a Secretaria de Meio Ambiente, aproximadamente 100 fardos de papelão de 300 quilos cada um foram consumidos pelas chamas. O prejuízo foi cerca de R$30 mil. Uma cobertura do prédio foi totalmente danificado. O Corpo de Bombeiros foi chamado e conteve o fogo. Até o momento ninguém foi preso.

Em Alfenas, seis homens invadiram aparentemente armados com armas de fogo, cercaram um ônibus do transporte coletivo que seguia sentido centro/bairro e obrigaram os passageiros a descerem. Eles arremessaram “coquetel molotov” no interior do ônibus pela janela. Os bandos e parte da estrutura interna foram queimados. O Corpo de Bombeiros foi acionado.

Já em Passos, um ônibus que transportava funcionários de uma empresa foi incendiado. O motorista contou que estava recolhendo os colaboradores no ponto de parada, quando seis homens a pé apareceram no meio da rua. Dois deles carregavam combustível em um galão, um armado com arma de fogo. O bando cercou o ônibus, mandou que todos descessem, ateou fogo e fugiram a pé. Segundo o motorista, eles aparentam ser menores de idade. Ninguém foi preso.

Na cidade de Machado, dois rapazes usando máscaras chegaram em um ponto de parada do ônibus. Um deles estava armado com um revólver e o outro carregava um galão com aproximadamente cinco litros. Enquanto um furtava os aparelhos celulares o outro jogava o combustível pelo coletivo e ateou fogo. Eles fugiram em um veículo. Passageiros disseram que o carro já estava seguindo o ônibus. A Polícia Militar foi chamada e descobriu que o veículo com quatro suspeitos havia sido abastecido e que os ocupantes, compraram R$10 de combustível, que foi colocado em um galão. Um rapaz foi preso suspeito de participar do ataque.

COMPARTILHAR

Comentários