A pimenta tem um significado muito óbvio. Quando usada pode fazer o relacionamento melhorar bastante e quando muito utilizada pode gerar um gosto insuportável. Portanto, a pauta em questão é:  quando o ciúme é patológico e quando o ciúme é adequado? O que realmente é o ciúme? 

O ciúme é uma reação prima-irmã da inveja e que nos mostra que o outro tem satisfação com algo, com alguém ou com alguma experiência e não com a gente. Isso realmente nos provoca um medo grande que nos remete à uma sensação de “medo do abandono” que é um dos medos primordiais no ser humano. 

Tudo que fazemos na nossa vida é de alguma forma para ter segurança, estabilidade e/ou então alguma sensação de previsão do que irá acontecer. Quando você ama alguém e sente que outro alguém tenta tirar de você esse “alguém”, nada mais natural do que você ter a reação de tentar resgatar, buscar, proteger… esse sim seria um ciúme saudável.

Muitas relações terminam pelo mesmo motivo que começaram. E muitos não sabem e não entendem isso. Ainda que o diálogo seja reconhecido como parte importante nos relacionamentos, é uma arte que não se aprende em manuais e que necessita o exercício para se aprimorar. O ciúme deve ser discutido e colocado em pauta, uma vez que as interpretações alheias sempre são distorcidas a partir do que realmente nos acontece.

2016-01-08 19.32.11

O ciúme patológico vem da possessividade. Vem do tentar anular o outro para se sentir bem. Vem do egoísmo. O ciúme natural nos faz sentir amados e o ciúme patológico nos faz nos sentir presos e inaptos diante de uma situação que tem solução, mas não conseguimos solucionar até mesmo pela dominação e agressividade alheia. O ciúme patológico faz parte das personalidades manipuladoras, e o natural de personalidades inseguras que sempre serão consideradas normais uma vez que o medo e a insegurança fazem parte do ser humano.

O mau uso dessa “proteção” seja por rude inflexibilidade, seja por inabilidade, seja por tipo de personalidade ou por simples descuido, pode provocar danos e agravar danos já existentes em indivíduos psiquicamente fragilizados, ou em relacionamento já instáveis. Enquanto o ciumento patológico não entender que tentar ter o controle sobre a mente do outro e sobre o amor do outro é algo IMPOSSÍVEL, ele sofrerá e terá reações não positivas que afetarão ele e aos outros. 

Amor é algo que não imploramos. O outro ama você se nascer esse amor dentro dele. Amor você não exige. Isso não existe.  Por isso o ciúme patológico é algo angustiante para quem sente, e principalmente, para a vítima. Em um relacionamento, o primeiro lema deve ser: “Primum non nocere” (Primeiro não prejudicar).

Com carinho,

Mari

COMPARTILHAR

Comentários