A Justiça do Trabalho determinou a penhora dos bens para garantir o pagamento dos direitos trabalhistas dos funcionários do Armazéns Gerais Confiança em Três Pontas. Os funcionários fizeram na manhã desta sexta-feira (17), a retirada dos bens do escritório, acompanhados por advogados e da Polícia Civil, que cumpriram a judicial.

De acordo com a advogada Tamara de Figueiredo Aihar, a dívida com seu cliente é de R$16.564,73. Foram levados, geladeira, armários, botijões de gás e móveis que eram utilizados no escritório da empresa. Uma empilhadeira que custa R$60 mil foi recolhida e será vendida para pagar o acordo feito com os outros ex-funcionários.

O Armazém Gerais Confiança quando foi fechado, tinha ao todo nove funcionários. Como o crédito trabalhista tem prioridade, considerado verba alimentar, tem prioridade das demais dívidas.

Sumiço do café

A Polícia Civil investiga o sumiço de pelo menos 25 mil sacas de café do armazém que fica no Distrito Industrial. O prejuízo descoberto em fevereiro deste ano, foi de cerca de R$10 milhões, aos produtores que haviam depositado o produto no estabelecimento.

O empresário Luciano Vitor de Faria alegou um descontrole financeiro ao fazer as transações financeiras que começou em 2014. Ele respopnde o processo em liberdade.

COMPARTILHAR