Chegou ao Presídio de Três Pontas no fim da tarde desta quarta-feira (10), Joel Messias de Morais de 61 anos. Ele é acusado de estuprar a neta de sua companheira, no fim do mês passado, em Boa Esperança.

O homem foi espancado por moradores, que ficaram revoltados, depois que confessou ter estuprado a menina. Os moradores também atearam fogo na casa dele. A polícia usou balas de borracha e gás lacrimogêneo contra moradores revoltados. Vídeos registraram

Policiais Civis cumpriram mandado de prisão expedido pela Justiça no Hospital de Três Pontas

gritos e confusão durante as agressões em uma rua. O crime teria acontecido no dia 29 de setembro. Mesmo confessando o crime à Polícia Civil, ele foi liberado por falta de flagrante e de mandado de prisão. Um exame feito no dia da prisão no Pronto Socorro da cidade confirmou o abuso a menina.

Desde as agressões, no dia 30 de setembro, ele estava internado no Hospital São Francisco de Assis de Três Pontas e ao receber alta nesta quarta-feira foi preso, após a justiça determinar a prisão de Joel Morais, através de um mandado.

Na saída, o homem disse em entrevista à Equipe Positiva que não cometeu o crime e que foi vítima de uma armação. Segundo o acusado, a mãe da menina não gosta dele e fez a cabeça da menina para ela mentir. Ele revelou que quase morreu ao sofrer as agressões e que seus móveis foram destruídos.

Ele foi levado para o Presídio da cidade e deve ser transferido ainda nesta quinta-feira (11), o Presídio de Boa Esperança.

ASSISTA A REPORTAGEM!!!!

COMPARTILHAR

Comentários