A aeronave ” Arcanjo” do Corpo de Bombeiros de Varginha, foi acionada na tarde desta terça-feira (12), no Hospital São Francisco de Assis, para transferir a criança de 5 anos, que estava em um acidente, na rodovia MG 167, entre Três Pontas e Santana da Vargem.

A menina foi levada para a Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica (UTI), do Hospital Samuel Libânio, em Pouso Alegre. O helicóptero levantou vôo do estacionamento do Hospital de Três Pontas as 17:00 horas. Ela foi acompanhada por médico, enfermeiro do SAMU e dois bombeiros. Foram 25 minutos de vôo. A avó paterna da menina, Ana Natalina de Jesus (foto) acompanhou a remoção. Ela chorava muito e pediu forças à Deus para que a neta se recupere.

De acordo com o médico chefe do PAM Dr. Lucas Erbst que atendeu a menina, ela sofreu uma lesão de coluna torácica e uma contusão pulmonar, mas está consciente, estável e conversando. “Agora vamos torcer para que ela mantenha a estabilidade e se recupere”, afirmou o médico.

O médico disse que a menina sofreu uma lesão na coluna, mas está estável

A menina estava com o pai, que dirigia o veículo que caiu em uma ribanceira, a esposa e outras duas crianças. Um bebê de apenas três meses foi ejetado do carro, não resistiu aos ferimentos e morreu na hora.

Familiares permaneceram o dia todo em frente ao Pronto Atendimento Municipal (PAM), em busca de informações das crianças. O corpo de Davi Guilherme Sousa Fernandes foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Varginha e depois liberado para o sepultamento em Lavras, onde a família mora.

O corpo do bebê foi levado para Lavras e o pai Guilherme precisou ser amparado

O menino de um ano e sete meses foi liberado a pedido dos pais. Eles optaram por não deixar a criança em observação e assinaram um termo de responsabilidade.

Familiares do casal, contaram que eles estavam separados, mas que haviam reatado o relacionamento neste fim de semana. Guilherme de Jesus Fernandes de 26 anos, pai das crianças, estava inconformado e chorava bastante.

COMPARTILHAR