Fotos: Equipe Positiva e Apae

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Três Pontas, nesta terça-feira (02), comemorou na Praça Tristão Nogueira, a Praça da Fonte, com as equipes de profissionais e usuários do CER II, do setor de Ações de Aprendizagem, da Assistência Social e de Linguagens Alternativas, o Dia Mundial da Conscientização do Autismo.

Durante o período da manhã, crianças das escolas municipais passaram pelo Centro, ganharam pipoca, ouviram música com a dupla Fábio Correa e Vinícius e receberam panfletos alusivos à data. O objetivo da mobilização é o mesmo em todo o lugar, ajudar a conscientizar e informar as pessoas sobre o que é o Autismo e como lidar com a doença. Ele é um transtorno no desenvolvimento do cérebro que afeta cerca de 70 milhões de pessoas em todo o mundo. O Autismo pertence a um grupo de doenças do desenvolvimento cerebral, conhecido por “Transtornos de Espectro Autista” (TEA).

Os sintomas do autismo são: fobias, agressividade, dificuldades de aprendizagem e de relacionamento, por exemplo. No entanto, vale ressaltar que o autismo é único para cada pessoa. Existem vários níveis diferentes de autismo, até mesmo pessoas que apresentam o transtorno, mas sem nenhum tipo de atraso mental.

Na foto, trabalhos pedagócios e de psicomotricidade oferecido pela Apae às crianças com autismo

A APAE de Três Pontas tem no setor de educação 213 alunos, sendo que 20 tem TEA, definido pela presença de déficits persistentes na comunicação e interação social. “Nosso papel enquanto educação é trabalhar o aluno como um todo, relativo a fatores biológicos, psicológicos e sociais”, esclareceu a Gerente de Ações de Aprendizagem da Apae Francini Gonçalves.

Segundo ela, são oferecidas diariamente atividades diferenciadas atreladas aos conteúdos específicos, levando-se em conta a especificidades e diferentes características de cada aluno. As atividades tem um caráter terapêutico, afetivo, social e pedagógico, favorecendo a qualidade de vida, vínculo afetivo, bem como as habilidades individuais.

Na Psicomotricidade é induzida a capacidade de percepção por meio do conhecimento dos movimentos e de resposta corporal, onde o corpo é a origem das aquisições cognitivas, afetivas e orgânicas.

Nas atividades de Vida Diária e Prática, são usadas como ferramenta para obter a independência e autonomia, bem como refinar os movimentos.

As atividades pedagógicas desenvolvidas, proporcionam funções que sejam úteis no seu cotidiano de cada um, usando como base o currículo funcional natural, o ABA e o programa TEACCH.

Há também o uso do Relation Play, é o jogo das relações para autistas em fase escolar. O Relation apóia-se em uma visão global do indivíduo, promovendo seu desenvolvimento, utilizando-se de movimentos livres, no chão e no espaço, onde todos são bem sucedidos à sua maneira.

Uma atividade que eles adoram é o uso da tecnologia assistiva, através do Linox, que é o primeiro programa de comunicação alternativa para tablets em português do mundo. Ele favorece a comunicação de pessoas dificuldade de fala, favorecendo uma conversão de textos em sons naturais, símbolos e personalização individual para cada usuário de forma total e simplificada.

A Natação também é praticada. A água torna-se mediadora na relação afetiva entre professor e aluno, usada como meio de ligação, fortalecendo vínculos.

A natação é oferecida como forma de ligação entre o profissional e o autista
COMPARTILHAR