Comemoração dos jogadores do São Paulo após a vitória nos pênaltis (Foto: Marcos Ribolli)

Por Loui Jordan

Neste domingo (07), foram decididas as semifinais dos quatro grandes estaduais: Paulista, Mineiro, Carioca e Gaúcho. No Rio de Janeiro, teremos o vencedor da Taça Guanabara enfrentando o vencedor da Taça Rio, isto é, Vasco contra Flamengo. Em Minas, Cruzeiro e Atlético farão mais uma final, a temporada passada deu raposa e no Rio Grande do Sul, o mesmo “fenômeno” acontece com os dois gigantes favoritos na decisão, Grêmio e Internacional. Já no melhor campeonato estadual do país, o São Paulo bateu o Palmeiras nos pênaltis e espera o vencedor de Santos e Corinthians que se enfrentam nesta segunda-feira (08).

Campeonato Carioca

No Carioca, o esperado aconteceu. O clássico dos milhões terá vez na decisão. O Flamengo empatou por 1 a 1 com o Fluminense e por ter melhor campanha, chegou a mais uma final. Vale ressaltar que mais uma vez, o Flamengo não cativou seu torcedor. O Rubro negro parece em ajuste com o futebol. Gabigol marcou mais uma vez. O atacante vive de gols feitos e perdidos. O Fluminense vendeu caro mais uma vez, inclusive abriu o placar com Gilberto, mas não foi o suficiente.

Já o outro finalista, teve dificuldade demais. O Vasco foi vaiado pela própria torcida e ainda fez um primeiro tempo abaixo do esperado. O Vasco abriu o placar de pênalti com Bruno César, sofreu o empate rapidamente, mas voltou à frente do placar com Yan. Alberto Valentim segue cobrado. A final do carioca não terá vantagem nem para Cruzmaltinos e nem para os Rubro-negros. O Flamengo tem mais elenco, contudo, ambos estão devendo futebol.

Campeonato Mineiro

O Cruzeiro foi o primeiro a se classificar para a final do Campeonato Mineiro. Neste sábado (06), a Raposa recebeu o América no Mineirão, o time de Mano Menezes mais uma vez venceu e convenceu. Se a partida de ida terminou 3 a 2 para os comandados de Mano, a volta foi um 3 a 0 que diz muito do futebol apresentado pelo Cruzeiro.

O artilheiro Fred mais uma vez balançou as redes. O atacante chegou ao seu décimo primeiro gol no estadual. O América finalizou mais ao longo da partida, o coelho novamente esbarra na semifinal. O time é promissor e sabe jogar de forma competitiva em alguns jogos, no entanto, enfrentou o melhor time do país no momento.

Embora o Cruzeiro não tenha tido um volume maior durante os 90 minutos, é, pelo futebol praticado, ligeiramente favorito ao título. Isso tudo pela boa vitória do Galo neste domingo (07) contra o Boa Esporte. O trocadilho é válido, o Atlético não deve confundir uma boa vitória diante do campeão do interior, com um triunfo convincente.

O Atlético no início esbarrou no VAR, mas despachou a fazer gols depois. O Boa acusou o golpe no gol de Elias, o alvinegro passou a ter mais espaços e a desacelerar as jogadas com inteligência. A equipe de Levir Culpi terá que convencer na Libertadores e na final. O Galo tem vantagem por ter feito a melhor campanha da primeira fase, entretanto, no futebol dentro das quatro linhas está um pouco atrás do Cruzeiro.

Campeonato Paulista

O São Paulo está na decisão. Após um fraco 0 a 0, o tricolor avançou nos pênaltis. O Palmeiras por jogar em casa e ter um trabalho mais lapidado e um elenco bem mais forte, era favorito. Depois de um 0 a 0 no Morumbi, o São Paulo voltou a campo no Allianz Parque com um sistema mais atento, mesmo assim errando alguns passes no primeiro tempo.

O Verdão não contou com uma boa atuação de Goulart, que inclusive teve sua cobrança defendida por Volpi nos pênaltis. Scarpa também saiu devendo, dois gols foram bem anulados, um para cada lado. É o segundo jogo onde o time de Felipão não consegue produzir com qualidade. O meio campo do alviverde deve ser repensado. O Tricolor por outro lado, já sabe que irá decidir o campeonato fora de casa, agora dirigido por Cuca, o São Paulo deve redobrar a atenção defensiva e com certeza apostar nos jovens e nessa mescla com os “experientes”.

Na final, o São Paulo terá pela frente o vencedor de Santos e Corinthians, o duelo será nesta segunda-feira às 20 horas no Pacaembu. Na ida o Timão venceu por 2 a 1.

Campeonato Gaúcho

No Gaúcho deu a lógica, Grenal na decisão. Por incrível que pareça, o Grêmio está em dívida com os resultados bons nos jogos grandes. É verdade que venceu o Inter na primeira fase, apesar de que ambos estavam com times alternativos em campo.

O Inter despachou o Caxias, 2 a 0 no Beira-Rio e 4 a 1 no agregado. Ponto positivo para a volta de Guerreiro. O peruano marcou o primeiro gol da partida. O internacional tem sido mais competitivo que o Grêmio nesse primeiro semestre. Por outro lado, a fase oscilante do Grêmio, deve ser explorada com cuidado e Renato Gaúcho sabe extrair o máximo de seus jogadores em momentos decisivos.

O Grêmio aplicou um comemorado 3 a 0 no São Luiz, o torcedor gremista espera que o time se adapte à bons resultados na Libertadores com um futebol mais bem jogado. Na decisão não tem favorito, o Inter chega em um momento de aplicação tática melhor, mas o Grêmio em seu melhor estado técnico e futebolístico, tem mais potencial coletivo e individual.

COMPARTILHAR