“Boca Preta” de 37 anos, foi preso pela Polícia Militar na tarde desta quarta-feira (12), no bairro Aristides Vieira, em Três Pontas e novamente estava armado.

A prisão dele foi durante Operação Batida Policial. Uma guarnição desconfiou do rapaz que estava na Rua Guido Mendes. Quando ele percebeu a aproximação da viatura, começou a andar mais rápido e olhar para trás.

Ao abordar o rapaz, verificaram que se tratava de “Boca Preta”, que já esfaqueou pelo menos três pessoas. Ele estava com uma chapa de alumínio em forma de faca, com cerca de 15 centímetros de lamina e um pano servia como cabo.

“Boca Preta” recebeu voz de prisão, mas por se tratar de crime de menor potencial ofensivo, a lei determina que o suspeito seja liberado. As providências neste caso foram tomadas pela PM. Ele assinou um Termo Circunstancial de Ocorrência (TCO), se comprometendo a comparecer no Juizado Especial Criminal posteriormente. A arma branca foi apreendida.

TOCANDO O TERROR

A atuação de “Boca Preta” está provocando medo na população. No último domingo (09) no bairro Aristides Vieira, em Três Pontas, o suspeito esfaqueou um rapaz de 25 anos, que estava próximo as quadras poliesportivas. Ele se aproximou dele, desferiu um golpe de faca nas costas, próximo do pescoço e fugiu em seguida. A própria vítima acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), e foi socorrido para o Pronto Atendimento Municipal (PAM). O rapaz foi medicado e liberado durante a manhã.

Em janeiro deste ano, uma guarnição da Polícia Militar fazia patrulhamento pelo bairro Vila Marilena e viram “Boca Preta”, na Rua Dom João de Almeida Ferrão. Quando ele percebeu a aproximação da polícia começou a andar mais rápido, mas foi abordado e estava com uma faca na cintura. O suspeito foi preso e por se tratar de um crime de menor potencial ofensivo, assinou um Termo Circunstancial de Ocorrência (TCO) e foi liberado.

No mesmo fim de semana, “Boca Preta” foi preso depois de esfaquear duas pessoas para roubar aparelhos celulares. A primeira vítima, um senhor de 61 anos, foi atacado no bairro Catumbi. Ele foi encontrado caído na calçada toda ensanguentado, com ferimentos no braço esquerdo e na boca. Depois, o alvo foi um rapaz de 45 anos, esfaqueado dentro da casa de um amigo no bairro Aristides Vieira. “Boca Preta” esfaqueou a vítima, o arrastou até o portão da casa, o jogou na rua e fugiu em seguida. Nos dois casos, as vítimas foram socorridas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), para o Pronto Atendimento Municipal (PAM). “Boca Preta” foi preso, levado para a Delegacia de Polícia Civil de Varginha, mas foi liberado sem mesmo ser ouvido, por conta da nova Lei do Abuso.

Em dezembro de 2017 ele já tinha sido preso, suspeito de tráfico de drogas.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here