Um rapaz de 45 anos foi esfaqueado na noite desta sexta-feira (03), no bairro Aristides Vieira em Três Pontas.

De acordo com a Polícia Militar, a vítima Paulo Cesar Ferreira Vicente estava na casa de um amigo, quando chegou o suspeito Adriano Rodrigues de Oliveira de 37 anos, conhecido por “Adriano Boca Preta”. Os dois se desentenderam, “Boca Preta” pegou uma faca de cozinha e desferiu vários golpes contra Paulo César, que atingiram o rosto, o braço esquerdo, a perna e o pé esquerdo. O autor teria pego o seu aparelho celular, o arrastado até o portão da casa, o jogado na rua e fugido.

Quando a PM chegou, encontrou o rapaz todo ensanguentado na rua e acionou o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), que o socorreu para o Pronto Atendimento Municipal (PAM).

A PM fez rastreamento e prendeu “Boca Preta” em sua residência. Ele deu outra versão para o caso. O suspeito contou que chegou na residência de seu amigo com um celular na mão, quando a vítima teria dito que ele estaria “desfazendo” dele e começou a agredi-lo, agarrando-o pela gola da camisa. Na briga, o autor teria sofrido inclusive uma mordida na coxa. Para se defender, “Boca Preta”, pegou a faca e desferiu os golpes e o colocou para fora da casa. Debaixo de um cobertor, os policiais encontraram a faca usada no crime com manchas de sangue e o aparelho celular. A vítima continua em observação no PAM.

Segundo a PM, pouco mais cedo, “Adriano Boca Preta” já havia sido agredido um senhor de 61 anos, no bairro Catumbi para roubar o seu aparelho celular. A polícia encontrou a vítima caída em uma calçada toda ensanguentada com ferimentos no braço esquerdo e na boca, aparentando ter sido também esfaqueado. Ele também foi socorrido para o PAM, atendido e liberado. As marcas de sangue ficaram no muro da Escola João de Abreu Salgado.

“Boca Preta” foi preso em flagrante no bairro Aristides Vieira e revelou aos policiais que sua intenção era esfaquear mais gente. Depois de ser encaminhado para a Delegacia de Policia Civil de Varginha ele foi ouvido e liberado.

“Boca Preta” é um velho conhecido da polícia e não é a primeira vez que é preso. Em dezembro de 2017, ele e um comparsa foram presos traficando drogas, no bairro Aristides Vieira. Adriano estava com 12 buchas de maconha e foi preso em flagrante na época. ELe tem passagens também por porte de arma branca, desobediência e ameaça.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here