Os estudantes da Escola Municipal Professora Nilda Rabello Reis, o Caic, que participam do Projeto “Karatê para Todos”, receberam na manhã deste sábado (18), suas primeiras armaduras, são 100 kimonos para os alunos do professor Paulo Vitor Miranda, o professor Tiãozinho do Karatê.

Crianças e adolescentes da escola e da comunidade, sem alternativas de atividades esportivas, além das aulas de educação física do período escolar, trabalham disciplina, valores, coordenação, obediência, companheirismo e integração social, através do karatê.

Os pais conheceram o projeto desenvolvido na escola e as autoridades testemunharam a importância do investimento neste esporte, que ao contrário do que as pessoas possam pensar, segundo Tiãozinho, não prega a violência e é sim uma luta de defesa que preserva a integridade do atleta.

O diretor geral do Caic Celso Vitor Fernandes Júnior, o popular Professor Marron, falou da satisfação em proporcionar mais uma atividade aos seus alunos, que ele diz ser a razão da sua dedicação. Tiãozinho tem o apoio da Secretaria Municipal de Esportes e da atual Administração, para levar o projeto onde mais precisa. Ele destacou o empenho do diretor Marron, do prefeito, secretários e de toda uma equipe que é primordial para que o projeto funcione.

O secretário municipal de Esportes João Batista Rabelo, o João do TOC enfatizou duas vertentes: o trabalho que Tiãozinho faz com o karatê na cidade, se mantendo mesmo quando o apoio diminui e a confiança da Administração no seu trabalho.

A secretária de Educação Mariane Pimenta Silva Ávila defendeu o esporte como fundamental para a formação de cidadãos de bem.

O prefeito Marcelo Chaves Garcia falou com os pais e as crianças. Destacou o trabalho realizado ao longo dos anos por Tiãozinho e o apoio que o Município está o oferecendo, já que investir no esporte e formar cidadãos.

Aula com um campeão

O professor Tiãozinho tem 40 anos dedicados ao karatê, é referência no Brasil e muito querido principalmente pelas crianças. Foi campeão brasileiro, sul-americano e mundial, integrou a Seleção Brasileira, mas hoje se dedica ao projeto da Secretaria de Esportes Karatê para Todos. Ministra aulas todos os dias e fez uma pequena demonstração para os pais. Deixou claro que é o karatê não é apenas para os homens e as mulheres estão cada vez mais interessadas em treinar. Ninguém é obrigado a competir e quem quiser pode apenas treinar. Apesar de que Tiãozinho logo enxerga o potencial daqueles que podem disputar os campenatos e subir nos podiums.

Veja onde tem o Karatê para Todos

Segunda-feira: Caic – 147 alunos

Terça-feira: Apae aproximadamente 400 alunos

Quarta-feira: Jardim das Esmeraldas – 70 alunos

Quinta-feira: Academia – karatê para os deficientes visuais

Sexta-feira: Academia – com atletas de competição

COMPARTILHAR