Os deputados majoritários em Três Pontas em 2014, mantiveram a licderança no topo da lista dos parlamentares mais votados na cidade. Porém em 2018, perderam votos para novatos que intensificaram campanha no município. O deputado estadual trespontano Mário Henrique Silva “Caixa” (PV), teve 10.709 votos (36,97%), contra 16.499 em 2014. Ele teve como principal apoio político, o provedor da Santa Casa de Misericórdia do Hospital São Francisco de Assis, Michel Renan Simão Castro que caminhou com ele e apareceu em publicidades políticas. Em todo o Estado Caixa obteve 76.527 votos e vai cumprir seu terceiro mandato na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG).

O segundo deputado mais votado foi bem distante, Geisa Teixeira (PT) com 1.707 votos, mas não teve votos suficiente em Minas. Noraldinho Júnior (PSC) teve 1.150 e foi reeleito, Marcus Hema (PHS) obteve 1.129 foi o quarto mais votado mas não conseguiu seu primeiro mandato na ALMG. Depois vem Dilzon Melo com 845 votos em quinto lugar. Outros postulantes conhecidos pelos trespontano que tiveram número considerável de votos na cidade foi Carlos Alberto Pereira (PSL) 320, Cássio Soares (PSD) 262 e Dalmo Ribeiro com 218.

Houveram 35.346 de votos apurados (80,25%), sendo 26.411 votos nominais, 2.556 de legenda, 3.615 (10,23%) votos brancos e 2.764 de votos nulos (7,82%).

Diego Andrade perde votos para Ademir Santos 

O deputado federal Diego Andrade (PSD) que tem uma forte ligação política em Três Pontas, por sua atuação e disponibilização de recursos federais perdeu votos. No último pleito, em 2014, o sobrinho do ex senador Clésio Andrade recebeu das urnas 16.430 votos. Neste domingo Diego continuou sendo majoritário, mas foram 9.653 votos (27,31%). Ele também usou como marketing na campanha, os recursos disponibilizados ao município, mas principalmente à Santa Casa e contou com o apoio pontual de Michel Renan. Ele foi releeito com 105.803 votos em Minas Gerais.

Quem mais foi beneficiado com os votos de Diego Andrade foi o apresentador da TV Alterosa Ademir Santos (PSC). Com uma campanha modesta, o jornalista obteve 5.254 (14,86%) e ficou em segundo lugar na lista, mas não conseguiu se eleger para o primeiro mandato na Câmara Federal com 26.633 votos no Estado. Odair Cunha (PT) foi o terceiro com 1.507 (4,26%), Marcelo Teixeira (PSL) 800 (2,26%) e Dimas Fabiano foi o quinto colocado com 648 (1,83%). Outros candidatos que fizeram campanha com apoio de lideranças locais em Três Pontas foram Dâmina Pereira (Podemos) com 522, Eros Biondini (PROS), Bilac Pinto (DEM) 423,  Carlos Melles (DEM) 293, Renato Andrade (PP) 277, Aécio Neves (PSDB) 149, Aelton Freitas (PR) 115.

Houveram 1.580 votos de legenda, 3.139 em branco (8,88%) e 2.493 votos nulos (7,05%).

COMPARTILHAR

Comentários