Jogadores perfilados antes do apito inicial da partida. (Foto: Equipe Positiva)

Loui Jordan

A Taça “Marcos Aguiar” no Campo do Morada Nova, teve seu desfecho neste domingo (22). A partida que marcou o encontro entre Boca Junior e Calhas & Cia, terminou em 6 a 2 para o Calhas & Cia, que mais do que o título, comemorou seu bicampeonato, afinal de contas, foi e continua sendo o atual campeão. Em jogo onde as qualidades técnica e coletiva prevaleceram, o Calhas foi mais seguro e soube construir suas vantagens no marcador. O Boca Junior é um forte time que foi muito bem na competição.

Homenagem ao Marquinho “Fifi”

Com a presença do secretário de Esportes João Batista Rabello, do prefeito Marcelo Chaves Garcia e do vereador Benicio Baldansi, o treinador e ex-jogador Marcos Antônio de Aguiar, popular “Marquinhos Fifi”, foi homenageado. O torneio desta edição leva o seu nome e o técnico foi coroado e lembrado através da homenagem durante a solenidade de apresentação e de entrega de medalhas e troféus, além é claro, de ter dado o pontapé inicial.

Marquinho Fifi, o homenageado do torneio. Ao seu lado está o prefeito Marcelo Chaves, o vereador Benicio Baldansi e claro, os protagonistas da partida

O jogo

O jogo de 8 gols, com o placar de 6 a 2 para o Calhas & Cia, teve diversos momentos. No começo do confronto, o Calhas visava ter mais a posse de bola e tentar encontrar seus atacantes em boas condições de marcar. Ao mesmo tempo, o Boca Junior tentava acelerar suas jogadas com transações rápidas e em certas ocasiões, equivocadas.

Isto posto, o número de finalizações foi parecido. No entanto, um time foi mais competente que o outro. Mais do que falar dos gols e dos lances, o mais importante é demonstrar as diferenças de propostas e principalmente de execuções. O Boca Junior, descolou muito os seus dois atacantes do resto time, existia pouca sintonia entre o ataque e o meio de campo. Já o Calhas, sabia fluir o jogo, a bola rodava com mais movimentação.

Em resumo, o Calhas fez seus gols na base do futebol bem planejado e entrosado. O Boca teve dificuldade na primeira etapa e melhorou no segundo tempo, mas de nada adiantou. Ambas as equipes fizeram um excelente campeonato e merecem crédito. Como um só pode levantar a taça, este time merecidamente foi o Calhas & Cia. O bicampeonato do Calhas escancara a qualidade e as virtudes desta equipe.

Legado do torneio

Todos os participantes e colaboradores envolvidos, também ao campeão e vice, cada um contribuiu para que o torneio fosse encerrado com chave de ouro. Com enredo competitivo e muitos gols, mais uma competição do Morada Nova foi realizada com êxito. De acordo com o secretário de Esportes, “João do Toc”, foi mais um evento bem-sucedido. “Mais um fim de um campeonato aqui no bairro Morada Nova e graças a Deus sem ocorrência grave e foi um bom jogo apesar do placar elástico de 6 a 2. A gente fica muito feliz de encerrar mais um evento”, conta o secretário.

O representante da entidade que cuida e rege o esporte no município, também convida a todos para comparecer e prestigiarem os últimos eventos referentes ao esporte neste ano que encerra. “Semana que vem teremos a final do bairro Santa Edwirges, no Campo do Vila, as 9:00 horas. E a tarde, a partir das 14:00 horas do Rural, categorias titulares e aspirantes. Para finalizar, o secretário agradece ao apoio de todos e enaltece o trabalho em equipe que visa sempre a melhoria do esporte amador.

“Fica aqui o meu agradecimento a todos os participantes do Morada Nova, as equipes, os jogadores, presidentes, torcida, os colaboradores da Secretaria de Esportes, das outras secretarias, Guarda Municipal, Polícia Militar e a imprensa, nosso muito obrigado, sem vocês nós não conseguiríamos fazer nada”, finaliza João do Toc. Tanto Calha & Cia que foi campeã, quanto o vice Boca Junior, merecem os aplausos por campanhas dignas de finalistas. O futebol agradece, o esporte reverencia e todos ganham no final das contas, tanto os torcedores, quanto as equipes participantes.

Escalações da final

Calhas & Cia: Cidmar, Edilson (Missinho), Diogo (Marcelo), André, Jerfinho, Wagner (Rômulo), Alessandro, Thiago (Plínio), Rêgi, Baiano (Danilo) e Luis Otávio

Técnico: Apolinário (Tibil)

Boca Junior: Aranha, Lucas, Rodolfo, Paulinho, Rafael Formiga (Adair), Gu, Marquinhos (Glaucinho), Chinho, Formiga, Jerfinho e Zé Fred

Técnico: Natan

Resultado: Boca Junior 2 x 6 Calhas & Cia

Troféu de Campeão. (Foto: Equipe Positiva)
COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here