A Câmara Municipal realizou sessão ordinária na noite desta segunda-feira (26) e foi presidida pelo vice presidente, o vereador Antônio Carlos de Lima (Antônio do Lázaro – PSD). O Chefe do Legislativo Maycon Douglas Vitor Machado (PDT), está afastado por que sofreu uma lesão muscular. Com isto, para a cadeira de vice foi ocupada de forma ad-hoc pelo vereador Paulo Vitor da Silva (PP), a convite de Antônio do Lázaro.

Todos os vereadores, começando por Luciano Reis Diniz (PV), lamentaram a morte do ex-presidente da Câmara e advogado Dr. Oswaldo Olivotto Ardissono. Luciano que também é advogado, falou do amigo, profissional, pessoa ímpar que era Olivotto que esbanjava intelectualidade como poucos deixando um grande legado. O pedido de Luciano esta semana é para os empresários e comerciantes, para que sigam o exemplo do Sicoob Copersul, que abraçou a campanha de doação de alimentos feito junto as pessoas que estão indo tomar vacina contra a Covid-19. A doação é opcional e tem arrecadado um volume considerável de alimentos não perecíveis. Eles serão doados às famílias carentes.

O vereador Luis Flávio Floriano (Flavão – PDT), pediu ao setor de trânsito, uma faixa elevada de pedestres na Rua Caetano Pessi no Cidade Jardim e reforçou a solicitação em frente ao Pronto Atendimento Municipal (PAM). Concluiu falando da necessidade de limpeza em terrenos baldios e em locais públicos.

Já Paulo Vitor sugeriu novamente que a Prefeitura faça uma reunião com os contadores, para orientá-los e pedi-los que ao fazer a declaração do imposto de renda de seus clientes, sugira a eles que façam a doação de 3% do valor recolhido para o Conselho Municipal da Criança e Adolescente. Canalizar este recurso é legal, não custa nada e o dinheiro fica na cidade.

Na lista de reclamações que Paulinho traz toda semana, ele voltou a cobrar com urgência, a iluminação no Cemitério Municipal, que está realizando sepultamentos a noite e as pessoas estão tendo que usar a luz dos aparelhos celulares.

O vereador Roberto Donizetti Cardoso (DEM), contou que na reunião de Comissão dos vereadores na semana anterior, eles receberam a presença do Chefe de Gabinete Dr. Felipe Pereira e do secretário de Fazenda Agnado Corrêa. Os membros da Administração, foram explicar aos legisladores que haviam enviado ao Legislativo, um projeto de lei que pede autorização para que o município faça um financiamento no valor de R$3,6 milhões para a compra de máquinas para a Secretaria Municipal de Transportes e Obras. Robertinho listou o que será adquirido, mas sugeriu que a Prefeitura faça o conserto das motoniveladoras que estão estragadas e substitua alguns dos ítens pela compra de uma prancha que faz tanta falta para a própria secretaria. O projeto do Executivo está tramitando na Casa, com pedido de vistas feito por Robertinho, que aguarda a resposta de questionamentos feitos por ele.

Desejando falar da Tribuna, onde naturalmente são feitos os discursos no Pequeno Expediente, o vereador Sérgio Eugênio Silva (Cidadania), teve que ficar assentado e falar da bancada mesmo, porque o microfone de lá não estava funcionando. Ele comentou sobre a importância das obras de asfaltamento que estão em andamento, como do Foguetinho e da estrada do Quilombo Nossa Senhora do Rosário. Sérgio cobrou que os ‘louros’, sejam dados ao Executivo e ao Legislativo, claro, sem esquecer do deputado federal Diego Andrade (PSD-MG). Assim também na rodovia MG 167, que está prestes a ser iniciado a construção da terceira faixa, entre Três Pontas e Varginha.

Já o secretário da Mesa Diretora Luan Donizeti Elias (Luan do Quilombo – PDT), concordou em relação a participação da Câmara nos avanços importantes que estão sendo dados. Depois, ele anunciou que na quinta-feira passada (22), esteve reunido com o prefeito Marcelo Chaves, o Chefe de Gabinete Felipe Pereira, os secretários Maquil dos Santos e Marcelo Figueiredo, de Obras e Meio Ambiente, o diretor do Saae Marco Antônio Junho e a advogada e amiga sua particular, Juscelly Cremonezzy, para tratarem de um assunto que requer muita atenção da população. Luan, juntamente com um grupo de amigos, Bernadete, Juscelly, Lulu Tanuri e seus filhos Francisco e Gustavo, querem apresentar um projeto, montando hortas comunitárias, e consequentemente diminuir as reclamações de terrenos sujos e muitas vezes abandonados. A horta vai ajudar no Comitê de Alimentação.

Sobre a iluminação no Cemitério, Luan recebe diariamente a reclamação das pessoas. Ele também cobrou o apoio da população, que jogou muito lixo na região do antigo Matadouro, pedindo à Prefeitura a limpeza de lá.

Na finalização da sua fala, o secretário da Mesa, citou o trabalho desempenhado pela equipe da Polícia Civil, na recuperação de fios de cobre furtados do Estádio Ítalo Tomagnini, que estavam sendo queimados no bairro Jardim das Esmeraldas. Luan elogiou mais uma vez a atuação em prol do patrimônio público, que novamente foi alvo de criminosos.

O principal assunto do vereador Geraldo José Prado (Coelho – PSD), foi a sua participação em uma reunião com comerciantes realizada no Centro Cultural na última semana. Ele pode usar da palavra e manifestou que a pandemia está prejudicando principalmente os pequenos comerciantes, mas orientou que não é porque avançou à onda vermelha, que as medidas sanitárias podem ser esquecidas, porque ficou bem claro, que caso a situação volte a piorar, a onda roxa também vai ser colocada em vigor novamente. Aos colegas do comércio, que eles parem, um de denunciar o outro. Coelho terminou dizendo da felicidade que foi para ele, ver que  uma moradora do bairro Cidade Jardim que estava com a saúde bastante debilitada, está bem melhor, depois que recebeu um grande apoio de vários setores da Secretaria de Saúde.

Bastou Coelho dizer da Saúde, que Paulinho retrucou que não se conforma que todos os exames realizados pelo Cissul estejam parados e as pessoas que não tem condições financeiras de realizar o procedimento no sistema privado estão sofrendo. Ele diz não saber o motivo, mas isto não deveria ocorrer e os moradores que estão esperando deveriam ter uma resposta rápida da Administração, pois a saúde não espera. Ele cutucou quando afirmou que não tem acesso ao Executivo e nem quer ter, mas que faz do seu mandato, ações para atender a coletividade e não apenas aqueles que vereador precisa interceder. No quinto mandato, Paulinho disse que sente saudades da Câmara formada entre 2001-2004.

Coelho interveio, mesmo sem autorização do presidente Antônio e informou que Paulinho estaria fazendo uma denúncia grave contra os vereadores e que caso haja algo que o colega tenha entendido errado, que procure o Ministério Público.

Antônio esteve na Secretaria de Saúde e responde a Paulinho, que os exames realizados pelo Cissul não estão realizados em nenhuma cidade e não é falta de dinheiro, é a situação geral dao Conscórcio, mas que deve retornar o atendimento normal nos próximos dias.

Seis projetos, sendo 4 homenagens

Dos seis projetos de leis na pauta de votações, são três do Poder Executivo, mas apenas um com alteração orçamentária, com uma abertura de crédito adicional especial no valor de R$17 mil, criando ficha para a manutenção de despesas de custeio dos serviços públicos de assistência farmacêutica da Secretaria Municipal de Saúde.

O outro é a criação do Fundo Especial dos Direitos da Mulher (FEDM). Ele assegura a captação de recursos para a efetivação das políticas sociais públicas que contribuam para preservação da saúde física, mental, aperfeiçoamento moral, intelectual, espiritual e social, em condições de liberdade e dignidade da mulher. As receitas podem ser através de convênios, termos de cooperação ou contrato celebrados, ou doações, auxílios, subvenções, contribuições, transferências e legados que venham a ser destinados por pessoa física ou jurídica ou até mesmo através do Município, Estado ou União, entre outras formas. E o terceiro foi a aprovação de uma homenagem a José Donizete Melo Tavares, “Toco do Benevides”, que agora tem seu nome em uma via do bairro Angelina de Melo.

Dos vereadores houve também apenas projetos com nomes de ruas: do médico pediatra Dr. José Feres Neto, no Residencial Nova Três Pontas, por iniciativa do vereador Sérgio Silva; de Carmem Lúcia Duarte “Milu” e Maria das Graças de Brito, que serão no Jardim Julieta, ambos do vereador Luciano Diniz. Familiares dos homenagens acompanharam toda a sessão e aplaudiram na aprovação, apesar do Regimento Interno da Câmara proibir e o presidente da reunião não se importar com isto.

Familiares dos homenageados acompanharam a sessão de votação

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here