Fotos: Equipe Positiva

 

A Câmara Municipal de Três Pontas voltou a ter expediente ao público e nesta segunda-feira (25), reabriu as sessões ordinárias para a população, seguindo as medidas de prevenção a transmissão da Covid-19. Além de exigir o uso de máscara de quem vai assistir a reunião, há álcool em gel disponível e as cadeiras foram demarcadas com distanciamento.

Três projetos foram aprovados, um deles retirado da pauta na semana passada, em que o Poder Executivo pedia autorização para comprar parquinhos infantis e um carro para a Secretaria de Cultura. Vereadores mudaram o discurso e aprovaram a proposta. Outros pontos chamaram a atenção: a preocupação dos legisladores com a cobrança do IPTU e a solidariedade ao vereador José Geraldo Prado Prado (Coelho – PSD), ao ser ameaçado por um travesti.

Pequeno Expediente

A vereadora secretária da Mesa Diretora Marlene Rosa Lima Oliveira (PDT), disse que ouviu muitos pedidos quanto a prorrogação do pagamento do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e por isto, ela, com o presidente da Câmara Maycon Machado (PDT) e Sérgio Eugênio Silva (Cidadania), pediram que o Poder Executivo analisasse a possibilidade de cobrar o imposto após esta fase da pandemia, dada a questão financeira das pessoas e que o pagamento tivesse dias alternados para evitar filas nas instituições financeiras. Ao fazer o pedido, eles reconhecem a necessidade e a importância do imposto para o Município e que é impossível renunciar a sua receita.

Marlene Lima aproveitou para fazer duas divulgações. Que a Cocatrel iniciou uma campanha de doação de leite, que consiste na inscrição no canal do Youtube da cooperativa. A cada inscrito, uma entidade receberá um litro de leite. Será neste canal a transmissão do Festival Canto Aberto e a Semana Cocatrel Café e Cultura, que este ano por causa da pandemia serão na modalidade on-line e transmitidas ao vivo. É importante dizer que durante as lives os internautas poderão escolher para qual instituição serão doados os leites arrecadados. Quanto mais inscrições, mais litros de leite serão doados.

A vereadora terminou agradecendo mais uma vez ao deputado estadual Professor Cleiton (PSB), com uma emenda de R$90 mil para a compra de uma ambulância. O parlamentar que cumpre seu primeiro mandato, tem demonstrado carinho com Três Pontas, segundo a vereadora. Ele destinou anteriormente R$150 mil para a Secretaria Municipal de Saúde e R$40 mil para a construção de um refeitório na Escola Estadual Professora Marieta Castro.

O vereador Donizetti Benício Baldansi (PSD) parabenizou a Administração pela obra de asfaltamento da estrada do “Foguetinho” e a construção das calçadas na Avenida Conceição Queiroz Marinho.

O vereador Luis Carlos da Silva (Luisinho – PP), contou que ligou para o prefeito Marcelo Chaves Garcia (PSD) para falar sobre a cobrança do IPTU e depois soube que o vice presidente Antônio Carlos de Lima (Antônio do Lázaro – PSD) e Coelho haviam se reunido com o gestor para tratar do assunto. Sobre a infra estrutura na estrada no “Foguetinho”, Luisinho acrescentou na fala dos seus antecessores que a Câmara teve papel importante na aprovação do empréstimo que o Município está contraindo para custear parte da obra e que o deputado federal Diego Andrade (PSD-MG) destinou emenda para complementar os recursos. “É um ganho muito grande para todos os trespontanos”, avalia.

O vereador Roberto Donizetti Cardoso (Robertinho – DEM) esclareceu que existe uma lei federal que autoriza em caráter excepcional, a distribuição das cestas de gêneros alimentícios adquiridos com recursos do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE). Disse isto para criticar que tem pessoas levando as cestas às famílias carentes e pedindo votos. Algumas pessoas teriam comentado isto com Robertinho, que prometeram gravar as conversar para denunciar o caso.

O vereador Luiz Flávio Floriano (Flavão – PDT) voltou a falar sobre a necessidade de instalação de uma antena de celular no bairro Cidade Jardim, que vai beneficiar outros dois bairros ao redor, como Santa Marta e Califórnia I e II. Faz três anos e meio que está falando disso e as situações vividas pelos moradores sem sinal de telefone móvel é complicada. Flavão contou que eles ligam nos serviços de saúde, como no SAMU por exemplo, a ligação é completada mais quem está do outro lado não ouve nada.

No fim do seu tempo no Pequeno Expediente, ele falou da necessidade da população se preocupar com a Dengue e colaborar. As pessoas tem o hábito de comprar móveis novos e jogar os velhos em terrenos baldios.

O vereador Sérgio Silva falou da sua participação no ofício relacionado ao IPTU e disse que diante de uma negativa de prorrogar o prazo, aumente o número de parcelas. Ele também comentou que as denúncias que chegaram ao vereador Robertinho precisam ser averiguadas se são reais.

Antônio do Lázaro que conversou com o prefeito sobre o imposto, antecipou aos colegas que existe a intenção de estender o prazo de pagamento até dezembro em cota única, sem desconto de 10%, mas sem juros e multas. Ou então, em seis parcelas sem juros e sem multa, mas sem o desconto. Esta é uma proposta que está sendo estudada.

O vereador Maycon Machado pela quarta vez pediu pelos moradores dos bairros Santa Tereza I e II e Vivendas do Bosque. Repetindo que entende as demandas e que os serviços exigem tempo, mas pediu prioridade na limpeza de terrenos nestas localidades já que o movimento de pedestres no local a noite é grande e o mato alto traz riscos aos moradores.

Outro pedido levado pelo presidente é dos moradores do final da Rua Dr. Carvalho de Mendonça. Eles pedem próximo da Associação Atlética Banco do Brasil (AABB) a instalação de uma faixa elevada de pedestres. Neste ponto da via, a estabelecimentos comerciais bastante movimentados e igreja. Se não poder atender neste momento, pelo menos que se faça a pintura nas ruas. Aliás, Maycon aproveitou para pedir mais uma vez a sinalizações horizontais nas ruas, pois muitas delas estão apagadas.

Ele também comentou sobre as obras iniciadas, como o asfaltamento da estrada do Foguetinho e também reforçou a participação da Câmara na aprovação dos projetos. Maycon fez um convite para que todos acompanhem, participem e colaborem na live “Sabadou” no próximo sábado (30), a partir das 18:00 horas, que será feita pela ex BBB Gabi Martins, que tem familiares em Três Pontas em prol da Apae da cidade. A transmissão será no canal oficial da cantora no Youtube e todos podem assistir e contribuir com a instituição que realizou a sua Quermesse de forma virtual este ano, por causa da pandemia, e a arrecadação caiu.

Maycon diz estar feliz com a iniciativa e empenho dos parlamentares quanto a cobrança do IPTU, demandas que chegaram para vários colegas e todos estão preocupados em encontrar um caminho que seja possível, da forma legal e atenda aos anseios da população está precisando de providências quanto a oferecer mais condições para a quitação do imposto.

Vereadores se solidarizaram com Coelho

Os vereadores se solidarizam com as acusações sofridas pelo vereador Coelho. O próprio vereador usou a Tribuna, para esclarecer e desmentir as acusações feitas por um travesti, que foi até a sua loja de conveniência na noite deste último domingo (24), provocou escândalo e quebradeira geral. Ele revelou que foi coagido a dar dinheiro para ele, mas não aceitou as ameaças, ao dizer que teria feito um programa e não teria pago. Coelho negou que isto tenha ocorrido, diz não ter preconceito a nenhuma opção sexual de ninguém, mas que não vai aceitar fazer o que esta mesma pessoa já fez com outros políticos. O legislador não sabe se foi mandado, mas já está tomando todas as providências judiciais cabíveis. Com o semblante bastante abatido, Coelho terminou agradecendo o apoio da sua familia e dos amigos que o conhecem, e que sabem do seu caratér e da sua preocupação com a população.

O vereador Sérgio Silva foi o primeiro a manifestar sua solidariedade ao Coelho. Afirmou que conhece sua personalidade, tem divergências de pensamentos, mas todos pensam no bem comum. Por isto, se for preciso testemunha a seu favor e cobrou respeito pois o colega tem família e não admite que uma pessoa que se postula como pré candidato a prefeito, adote a iniciativa de postar nas redes o problema que Coelho viveu para se promover.

Companheiro de partido e de muitas viagens a Belo Horizonte e Brasília, Antônio do Lázaro, acrescentou que conhece Coelho a uns 6 anos e desde o início do mandato tem convivência com ele e sua família. Para demonstrar sua lealdade, Antônio afirmou que coloca “o corpo inteiro” no fogo por ele, por sabe da sua índole e de tudo o que ele faz pelos outros. Antônio do Lázaro também falou que eles já tiveram contratempos, mas nunca seria capaz de fazer o que estão o acusando. “As pessoas não tem mais limites. Inventam, difamam e querem destruir as pessoas, esquecendo que elas tem família.

Maycon também falou do ocorrido com o colega e também o defendeu. Primeiro disse que muitas vezes Coelho é tempestivo, impulsivo, mas sempre preocupado com as coisas da cidade, mas que acredita nele. Depois, amenizou dizendo que o que está vivendo é apenas uma tempestade que logo vai passar.

Compras de parquinhos e carro estão autorizadas

Sessão foi aberta ao público, com restrições e medidas de prevenção ao contágio do novo Coronavírus

O próprio presidente Maycon Machado pediu a inclusão de um projeto protocolado na Câmara no fim da tarde desta segunda-feira, em caráter de urgência, que trata apenas de uma abertura de crédito adicional suplementar no valor de R$1.664,94, tendo em vista a finalização do convênio com o Governo Federal e agora necessita da devolução do valor para fazer a prestação de contas do recapeamento e pavimentação de vias. O projeto foi inserido e sua aprovação por unanimidade não gerou questionamento algum.

Também com pedido de votação em regime de urgência, um pedido de alteração na lei municipal que concede auxílio alimentação aos servidores. A proposta é estender o benefício de R$200 pagos todos mês, para os cinco conselheiros tutelares. Por outro lado, cria regras para os funcionários que estejam dispensados de trabalhar devido a adoção de isolamento social, como do Covid-19. Assim, aqueles que não estiverem trabalham irão receber apenas 50% do valor. Os vereadores elogiaram a atuação do Conselho Tutelar. Maycon Machado além disso, registrou que os profissionais pedem e precisam de um reajuste, porém, a Câmara é impossibilitada de fazer isto, já que eles não se enquadram como servidor público e não possuem vínculo empregatício ou estatutário como o Município. Mas exercem função pública relevante. No projeto de lei, o Executivo justifica que esta foi uma forma encontrada para valorizar o trabalho deles, que foram escolhidos por meio do voto, para exercer a missão em prol das crianças e adolescentes. O projeto foi aprovado por unanimidade.

O projeto que pede autorização legislativa, para a compra de 11 conjuntos de parques infantis e de um carro para a Secretaria Municipal de Cultura, Lazer e Turismo, para atender todos os setores ligados a pasta, como o Conservatório e a Biblioteca Municipal, ganhou outro destaque nos pronunciamentos dos vereadores. A Cultura tem demandas constantes de transporte de pessoal e equipamentos nos eventos e viagens e tem que sempre recorrer a outras secretarias. É que na semana passada, a proposta recebeu críticas e por questão de estratégia, o vice presidente Antônio do Lázaro fez um pedido de vistas e os colegas voltaram uma semana depois com outros pensamentos, com exceção do vereador Érik dos Reis Roberto (PDT). Alguns deles queriam que os pedidos fossem em projetos independentes. O investimento nas aquisições será de R$290 mil.

Benício Baldansi conversou com o secretário Alex Tiso e entendeu a intenção da Administração. Flavão diz que na semana passada votaria contrário, mas viu que vários bairros não tem nada nas praças e que a preocupação de que com a pandemia as pessoas, inclusive as crianças, devem ficar em casa, vai passar e a vida seguir.

Coelho comentou primeiro do carro para a Cultura. Na opinião dele, a Secretaria está trabalhando bem e economizando porque não está podendo fazer várias ações que estavam planejadas, como shows. Sobre o parque, viu um deste lá na Praça da Assembleia Legislativa em Belo Horizonte e gostou muito e entende que o povo merece, independente se eles vão estragar ou não. “Votar contra estes parquinhos é votar contra o município”, opinou. Terminou dizendo que a questão financeira da Secretaria de Saúde está bem e o Governo Federal tem mandado bastante recursos.

Robertinho também mudou seu pensamento, anunciou o voto favorável, mas cobrou que a Prefeitura precisa fazer a manutenção destes brinquedos e das academias ao ar livre, que estão instaladas nas praças.

Marlene Lima que era contrária a uma semana, repensou e analisou a necessidade deste espaço de lazer às crianças. Pelo que viu em fotos, os brinquedos são de material diferente e por isto, votaria a favor. Mas sugeriu que a Administração instale também nos distritos do Quilombo Nossa Senhora do Rosário e do Pontalete.

Antônio do Lázaro antecipou que os bairros serão atendidos e que a Secretaria de Cultura irá parar de depender de outras pastas para ter um veículo para viagem ou serviços básicos em eventos.

Érik fez um discurso o contrário dos colegas, demonstrando já seu voto contrário. Disse que as praças e parques estão abandonados. No bairro Padre Vitor por exemplo, retiraram uma academia que existia na pracinha, dizendo aos moradores que ela não era de lá e até hoje o local está sem os equipamentos. O grande problema segundo Érik, é que a Prefeitura instala mas não dá manutenção. Para exemplificar isto, ele contou que viu em uma foto tirada do Auditório da Secretaria de Educação, que carteiras adquiridas durante sua gestão quando era o titular da pasta, foram cortadas para atender outras secretarias.

Sobre a economia que seus colegas disseram que está acontecendo, é justamente porque está tudo parado. Também para dar exemplo, calculou que gastava cerca de R$1,2 milhão na manutenção e abastecimento dos ônibus do transporte escolar por ano. Com dois meses parados, a economia é de quase R$300 mil somente nesta área.

Érik diz não ser contra a instalação dos parquinhos, mas é hora de ver outras prioridades, citando novamente a falta de infra estrutura básica no bairro São Francisco. “As demandas batem é na porta dos vereadores, que estão mais perto do povo. É preciso primeiro consertar o que está estragado e depois fazer novas compras como esta”, justificou o pedetista, o único a votar contrário ao projeto.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here