Os vereadores fizeram a penúltima sessão ordinária nesta segunda-feira (08), antes do recesso parlamentar e aprovaram a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). Antes de abrir a pauta de votações, eles abordaram diversos assuntos no Pequeno Expediente.

O presidente Maycon Douglas Vitor Machado (PDT), enalteceu a importância do Centro Especializado em Reabilitação (CER II) ter sido inaugurado na Apae e o esforço que começa a ser feito para habilitar o III, que é muito necessário para a instituição. Maycon participou ativamente das comemorações do aniversário da cidade e dos shows do Festival Canto Aberto. Ele foi um dos voluntários na barraca montada pelo Encontro de Jovens com Cristo (EJC) e ficou muito feliz ao ver a Praça da Matriz cheia de gente comemorando. O presidente elogiou a atuação de Marita Duarte que conseguiu a vinda da Banda 14 Bis e disse que vai formalizar uma Moção de Aplausos.

Geraldo José Prado (Coelho – PSD), agradeceu o deputado federal Diego Andrade pela entrega da Base de Segurança Comunitária (BSC) feita na sexta-feira (05). Ele ressaltou a nova parceria que ele forma com o deputado estadual Mário Henrique “Caixa”, (PV) e será seu representante na cidade. Eles conversaram e Caixa disponibilizará as demandas apresentadas por Coelho. Outro assunto abordado pelo vereador foi que a Secretaria Municipal de Saúde está com especialidades médicas disponíveis, como vascular, mastologia, urologia, ginecologia, ortopedia, cirurgia geral e otorrino. Ele terminou parabenizando a Secretaria Municipal de Cultura sobre as comemorações do aniversário da cidade e os shows do Festival Canto Aberto.

O vereador Roberto Donizetti Cardoso (Robertinho – PP), foi crítico em seu discurso. Disse que teve a oportunidade de difamar os vereadores, mas não fez, porque não é seu perfil. Quando fez a denúncia ao Ministério Público que culminou com a Operação Trem Fantasma, veículos de comunicação o procuraram para difamar os colegas, mas ele não fez isto, pois afirma não ser covarde.

Apontou que os R$48 mil que haviam desaparecido da Prefeitura na gestão anterior, foi o secretário de Fazenda que descobriu e que não tem informações do resultado do trabalho da Comissão Especial montada na época.

Emendou que não é capacho, nem covarde, não faz acordo, não é daqueles que bate, fala mal e depois tem a coragem de ir ao gabinete do prefeito. Não entra em buraco para fazer filmagem, mas respeita o trabalho de cada um.

Explicou que o que fez na semana passada, foi pedir informações através dos Requerimentos porque não recebeu o que precisa através dos ofícios enviados. “Não é direito de um vereador querer cópia de processos licitatórios, a relação de gastos com uma Van”, questiona o vereador.

O vereador Sérgio Eugênio Silva (PPS), revelou que houve uma discussão interna entre dois colegas, por conta de uma postagem em um grupo dos legisladores no whatsapp. A discussão foi até sadia, mas as consequências dela não. Sobre as afirmações de Robertinho, Sérgio respondeu que não servem para ele, mas que o descobrimento da falta do dinheiro foi da Comissão Especial, que soube que seria de vales feitos aos servidores. A confirmação veio sim do secretário de Fazenda Agnaldo Gomes Corrêa, na primeira reunião que tiveram, admitindo que o ato era um erro. “Não fosse isto, tenho certeza que o dinheiro poderia até voltar, mas aos poucos”, opinou.

O assunto continuou a ser abordado durante o Grande Expediente. Coelho admitiu que fez postagens no grupo do whatsapp porque ficou triste com o pedido do colega Robertinho, de constar na ata o voto que cada um deu aos Requerimentos. Dia não ter feito para magoar ninguém, mas se caso lhe ofendeu pediu desculpas.

Após o problema, Coelho decidiu que vai votar contra todos os Requerimentos a partir de agora. Respondeu que respeita a forma que cada um trabalha e exige respeito mútuo. Sobre os vídeos que posta em sua página no facebook, Coelho disse que vai onde é chamado pelos moradores, que seus pedidos não são pessoais e sim para os que mais precisam. “Brigo com o prefeito e secretário quantas vezes for preciso para o povo. Não tenho medo de ninguém e nunca desrespeitei ninguém”, esclareceu.

Vereador Coelho ouve Robertinho o acusá-lo na Trbuna, sem dizer seu nome

Robertinho também voltou a falar do assunto no final da sessão. Pareceu não ter aceito o pedido de desculpas de Coelho e ainda que não tem medo de homem nenhum, independente do tamanho.

O presidente Maycon Machado se posicionou sobre o assunto após a fala de todos. Informou que o grupo no aplicativo não é oficial, que ele existe bem antes dele ser presidente e que não é administrador. Fica nele quem quer e, pelo que soube foi criado para facilitar o envio de recados sobre a Câmara. Porém, caso alguém saia o vereador será comunicado por telefone.

Lei de Diretrizes é aprovada com emendas

Os vereadores não debateram a votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), mas a aprovou por unanimidade. Junto dele estavam as emendas aditivas da Comissão de Finanças, Orçamento e Fiscalização feitas por moradores em Audiência Pública realizada no dia 13 de junho ou pelos vereadores.

Elas tratam de pavimentação de ruas e de estrada rural, reformas, melhorias de estrutura e infraestrutura, construção e revitalização de praças e áreas esportivas, entre outros pedidos. A Comissão também fez cinco Requerimentos com outras solicitações ao Poder Executivo, que também foram aprovadas.

COMPARTILHAR