A Campanha de Vacinação contra a Gripe, iniciada na primeira semana de abril e com previsão de término em 31 de maio, está com baixa procura e o Ministério da Saúde pode prorrogar a campanha se for preciso.

Neste sábado (04), em todo o Brasil, ocorreu o dia D de imunização contra o vírus Influenza, porém, os postos não receberam tantas pessoas como era preciso. A vacina da gripe não causa gripe, ela protege contra o vírus influenza, que pode desencadear a gripe H1N1.

De acordo com a enfermeira e coordenadora do Programa de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde de Três Pontas, Lara Miranda da Silva, apenas 44,21% dos grupos de risco se vacinaram. A cidade tem que vacinar 15.145 pessoas e apenas 6.695 já passaram pelas unidades de saúde e estão imunes. “Temos até o fim do mês para vacinar todo mundo. Precisamos da ajuda da comunidade para atingir a meta de cobertura. Os pais e responsáveis precisam entender a necessidade da vacina para as crianças”, disse Lara Miranda.  “A vacina é brasileira, é segura e faz somente bem”, complementou.

O grupo prioritário é composto por idosos com mais de 60 anos, crianças de 6 meses a menores de 6 anos, gestantes, mães que tiveram o filho há 45 dias, pessoas com doenças crônicas, professores e profissionais da saúde. Jovens dos 12 aos 21 anos sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional também tem direito às doses.

COMPARTILHAR