Por Loui Jordan

A 10ª rodada do Campeonato Brasileirão foi encerrada nesta segunda-feira (15). Resultados como: empate do líder, vitórias de três equipes que perseguem a liderança e partidas absolutamente diferentes no nível de jogo, marcaram o encontro que começou no sábado (13) e acabou na segunda. O Santos cola no Palmeiras, o Flamengo ostenta a grande atuação do ano e o Galo mesmo aos trancos e barrancos, venceu a Chape fora de casa e segue em busca de um improvável título no ano. Fora isso, o Cruzeiro que brilhou e pode voltar a brilhar na Copa do Brasil, foi empurrado para a zona de rebaixamento.

10ª RODADA – RESULTADOS

Sábado 13/07

Grêmio 2 x 1 Vasco / ARENA DO GRÊMIO

Fortaleza 2 x 0 Avaí / CASTELÃO

Bahia 0 x 1 Santos /PITUAÇU

São Paulo 1 x 1 Palmeiras / MORUMBI

Domingo 14/07

Flamengo 6 x 1 Goiás / MARACANÃ

Corinthians 1 x 0 CSA / ARENA CORINTHIANS

Athletico/PR 1 x 0 Internacional / ARENA DA BAIXADA

Cruzeiro 0 x 0 Botafogo / MINEIRÃO

Chapecoense 1 x 2 Atlético/MG / ARENA CONDÁ

Segunda-feira 15/07

Fluminense 1 x 1 Ceará / MARACANÃ

Palmeiras empata e segue líder, Santos e Flamengo estão no páreo 

Começando pelo sábado, o grande jogo foi o do Morumbi. O Tricolor criou boas chances, o duelo que ficou 1 a 1, teve “sorte” do melhor time, contra a persistência em vão do “pior”. É claro que tudo é uma questão de momento. O Verdão segue líder mesmo com o empate, o São Paulo segue oscilando, mas sem dúvidas, voltou melhor do que antes. O time que mais sofre faltas no Campeonato, o Santos, venceu fora de casa o complicado Bahia. O time da Vila Belmiro foi bem, o Peixe luta mesmo sem um grande plantel e está a três pontos do Palmeiras. O Bahia precisa recuperar o fôlego diante do Grêmio pela Copa do Brasil, afinal é sabido que nos pontos corridos as boas campanhas do Bahia não serão suficientes para ganhar título, olhando o cenário dos últimos anos.

Nas vitórias de Fortaleza e Grêmio, o time comandado por Rogério Ceni foi bem, no Castelão o Fortaleza é muito forte, mas vale o recado, o Avaí não serve de parâmetro. A equipe de Ceni tem uma missão que é ser mais equilibrada defensivamente. Em Porto Alegre, o time de Renato Gaúcho sofreu um pouco, a proposta do Vasco que abriu o placar, era no mínimo “indecente” para com a filosofia de jogo dos gremistas, pelo menos o jogo serviu para mostrar o futebol de Eduardo Gabriel, “substituto” de Everton Cebolinha.

Na manhã de domingo, o Maracanã assistiu a melhor exibição dessa rodada. O Flamengo aplicou um 6 a 1 no bom time do Goiás, até mesmo porque os goianos fazem uma boa campanha, para não dizer que não teve o que se comentar, o rubro-negro precisa se atentar às lacunas defensivas e ajustar seu ataque em jogos de maior nível e apelo, no mais, o Flamengo deitou e rolou. O Goiás deve se manter forte em casa e com uma postura de jogo habitual, o time vem bem, essa derrota é acachapante, mas não traduz o campeonato que o Esmeraldino tem feito.

Tivemos também no domingo, duas vitórias por 1 a 0. No Paraná, o Furacão bateu o Internacional. O Colorado estava com o time reserva e repetiu a performance como visitante, em São Paulo. O Corinthians repetiu o desempenho, vitória magra contra um limitado CSA. Carille, precisa fazer o time criar com mais qualidade. Os atacantes sofrem pela falta de oportunidades.  O Cruzeiro ficou no empate com o Botafogo, o duelo no Mineirão mostrou dois times que estão deixando o “momento” se tornar rotina. A Raposa foi apática, longe de ser aquele time dos 3 a 0 no Galo e o Fogão com Rodrigo Pimpão saindo do banco, evoluiu, mas ainda assim é muito pouco.

No último jogo do domingo, o Galo venceu a Chapecoense na Arena Condá. O resultado melhora o estado anêmico do Atlético, no entanto dentro de campo não foi nada de outro mundo. A Chape precisa melhorar seu aproveitamento, inclusive jogando em casa. No último jogo da rodada, o Fluminense ficou no empate com o Ceará nesta segunda-feira. O jogo que teve interferência do árbitro de vídeo e gol de bicicleta, foi pautado pela marcação forte de ambos os lados e times que não vivem bons momentos e pra piorar o Flu perdeu Paulo Henrique Ganso, o meia recebeu cartão amarelo e está suspenso da próxima rodada onde o tricolor encara o Vasco.  O Campeonato ganhou novos temperos nesta rodada, embora o líder siga forte e completo, não é tão temido assim, ainda mais depois de vitórias como a do Flamengo.

COMPARTILHAR