Fotos: Equipe Positiva

 

A festa de Carnaval em Três Pontas continua em ritmo de alegria e muita tranquilidade. Nesta segunda-feira (24), um número ainda maior de foliões foram curtir a folia na Praça do Centenário e não se decepcionaram.

O ambiente foi familiar, como nos dias anteriores, muita gente levou sua bebida para passar as horas na Pracinha, ou desfrutou da estrutura montada pela organização, o movimento CarnavalizaTP.

O tempo fechou e antes da galera fazer o translado para a Avenida Oswaldo Cruz, enfrentraram a chuva, caindo mansamente. A Banda de Marcinhas teve que ser amparada por tendas carregadas pela equipe de apoio para não molharem os instrumentos, mas nem por isto a animação foi menor.

No Sambódromo, o garoto Gabriel Mendes começou seu show pouco tempo depois. O público se intimidou com a chuva que caia, mas quem teve coragem de encarar a água, dançou e curtiu vários ritmos, principalmente o sertanejo. É que o estilo tem se misturado aos outros, e cada vez mais arrastado multidão em todo o Brasil, mesmo que na Festa de Momo.

Não havia tanta gente como nos dias anteriores para os shows da Oswaldo Cruz. Nem todos os lugares das arquibancadas estavam ocupados quando o radialista Milton Gama, anunciou os pagodeiros do grupo Art Popular. A chuva caia, parava em alguns momentos, mas insistia em molhar tudo e todos. Cantando seus grandes sucessos da década de 1990, o grupo relembrou também canções de grande sambistas do país. Os seis integrantes não pararam um minuto e demonstraram uma interação enorme com o público.

Apesar do barulho que o pagode fez naquela década pela maneira maliciosa de falar de amor e das mulheres, o grupo não deixou de fazer campanha no palco contra o machismo. “Respeitem a mulheres sempre”, repetiam no palco. Mas o ritmo que se firmou como chiclete na cabeça do público levou foliões à loucura assim que o grupo cantou “Pimpolho”, duas vezes.

Quando terminaram, durante uma garoa fina, os pagodeiros destacaram a tranquilidade e a paz no show, que se repetiu durante todos os outros dias. Nenhuma confusão foi registrada durante as apresentações nos três dias, dentro do Sambódromo Jaime Abreu.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here