*Pandemia foi determinante pelo fechamento das escolas que atendiam alunos da educação infantil

Em meio às discussões sobre o retorno das aulas nas escolas municipais e particulares de Três Pontas, com início previsto para esta segunda-feira, dia 8, a notícia do fechamento de duas tradicionais escolas agitou o setor da educação no município.
Colégio Prósperi e Peixinho Vermelho, que atendiam alunos da educação infantil, anunciaram o encerramento de suas atividades. Ambos alegaram que a pandemia do novo Coronavírus foi determinante para a decisão das instituições de ensino.

A Escola Peixinho Vermelho funcionou por 46 anos sob o comando da saudosa “Tia Dalva”. Após seu falecimento, em outubro de 2018, a família e os professores decidiram dar sequência ao trabalho incansável de sua fundadora, e a Escola atendeu 102 alunos em 2019, obtendo grande êxito como sempre aconteceu na instituição. Com a chegada da pandemia, em 2020, a Escola passou a ter dificuldades, já que teve de paralisar totalmente suas atividades e acabou ficando sem receita. Com o encerramento de 2020 e o início de 2021 ainda com o repique da pandemia, a decisão foi pelo fechamento da tradicional Escola Peixinho Vermelho.

A mesma situação aconteceu no Colégio Prósperi que, depois de viver uma expectativa pelo reinício das aulas presenciais, também decidiu encerrar as atividades devido às dificuldades impostas pela pandemia.

A Direção do Colégio emitiu um comunicado, datado de 02 de fevereiro de 2021, onde relata que “nos últimos 31 anos, a missão do Colégio Prósperi foi oferecer aos alunos um ensino de qualidade”. Citando a transparência como forma de relacionar com pais, educandos e educadores, “esse comunicado tem por finalidade explicar que a pandemia afetou de forma determinante nossa escola nos últimos meses; e depois de muito deliberar, decidimos pelo encerramento das nossas atividades a partir do ano letivo de 2021.”

Segundo a Direção do Prósperi, a decisão foi tomada depois de uma análise minuciosa de fatores que avaliaram o impacto causado pela pandemia, sobretudo no mercado educacional privado. “Tal avaliação demonstrou ser inviável a manutenção do bom atendimento da comunidade local, com a qualidade e eficiência características da marca”.

Ao final, o Colégio Prósperi se colocou à disposição dos estudantes, pais e responsáveis para auxiliar na realocação e adaptação dos estudantes em outras instituições do município. “O Colégio Prósperi agradece por toda confiança depositada ao longo dos anos de atuação na comunidade e solicita a compreensão de todos para as definições que se fazem necessárias neste momento”, finaliza o ofício.

Dos colégios particulares que ainda podem oferecer vagas para a educação infantil em Três Pontas restaram a Escola Coração de Jesus/Objetivo, o Colégio Cootec e o Colégio Travessia. Os demais fazem parte da rede municipal.

Neste mês de fevereiro, o município inicia as atividades escolares de forma remota. Já em março, existe a expectativa das escolas adotarem a modalidade híbrida, mesclando ensino presencial com on-line. Neste primeiro momento, somente as “creches” terão atendimento presencial, sem revezamento. (Fonte: jornal Correio Trespontano)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here