Fila enorme da agência da Caixa Econômica Federal (CEF), saiu da Praça Cônego Vitor alcançou na Praça da Fonte, para verificar o pagamento do Auxílio Emergêncial

 

A nova estimativa da Secretaria de Estado de Saúde (SES) é que o pico da Covid-19 no Estado seja no dia 6 de junho — a previsão anterior era para o dia 3 de junho. Mas a intenção do governo é que cada região do Estado chegue a esse pico de casos em momentos diferentes.

Segundo o secretário de saúde, Carlos Eduardo Amaral, há possibilidade de o Estado sequer registrar um pico da doença, mas casos distribuídos ao longo do tempo. Mas, segundo o secretário, a taxa de isolamento social no Estado teve diminuição na última semana — mas ele não precisou qual foi a queda da taxa. “Há tendência de diminuição do isolamento e isso chama atenção, porque se for grande vai ser equivalente a uma quebra do isolamento”.

O secretário disse, ainda, que foram realizados cerca de 11 mil exames de detecção da Covid-19 no Estado, contabilizando o trabalho da Fundação Ezequiel Dias (Funed) e dos laboratórios parceiros. Desses, 3,5% dos testes acusaram resultado positivo.

As informações foram divulgadas pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) em coletiva de imprensa virtual nesta segunda-feira (4).

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here