A Prefeitura de Três Pontas intensificou a realização do fumacê nos bairros da cidade. Com mais de 600 casos suspeitos/notificados e com a confirmação de 120 de Dengue, a Secretaria Municipal de Saúde está realizando o fumacê leve o dia todo, em bairros com o maior número de casos suspeitos.

O trabalho é acompanhado de perto pelo secretário de Meio Ambiente, o médico veterinário do Serviço de Vigilância Ambiental, Marcelo de Figueiredo Gomes. São 12 profissionais envolvidos para atingir o maior número de residências possíveis neste período de surto.

Agentes realizando o fumacê no bairro Jardim das Esmeraldas nesta quarta-feira

O fumacê leve, aquele em que o agente usa a bomba costal, com os insumos e entra no quintal das residências é mais eficiente, já que os mosquitos estão é dentro das casas. O trabalho se inicia nas vistorias realizadas pelos agentes de endemias, em todas as residências anteriormente, onde eles detectam possíveis focos do mosquito faz a remoção e explica as medidas necessárias para fazer o trabalho de maneira segura e eficiente. Em seguida, os moradores são orientados a deixar a casa aberta para a passagem do fumacê.

A diferença do fumacê realizado pela caminhonete, que é disponibilizada pelo Governo de Minas Gerais, (chamado de fumacê pesado) é que ele dá mais agilidade, explica Marcelo. A Prefeitura aguarda o Estado disponibilizar apoio no combate ao mosquito Aedes aegypti, por isto, pediu paciência à população. A equipe está fazendo o serviço por bairros, priorizando onde a situação está pior, com mais casos notificados. De acordo com Marcelo Figueiredo, a situação está pior nos bairros Jardim das Esmeraldas, Jardim das Acácias, Jardim Primavera e Vila Marilena. Este está sendo o trajeto da equipe. Depois, será feito uma reavaliação para formar a rota seguinte.

Fotos: Equipe Positiva

COMPARTILHAR