A Central de Recebimentos de Embalagens Vazias de Três Pontas, abriu suas portas na última sexta-feira (17), para a comemoração do Dia Nacional do Campo Limpo 2018.

A data celebrada todos os anos, dia 18 de agosto, comemora os excelentes resultados alcançados pelo programa brasileiro de destinação de embalagens vazias de defensivos agrícolas. O Sistema Campo Limpo, referência mundial ao destinar de forma ambientalmente correta 94% das embalagens colocadas no mercado, só existe graças ao envolvimento de cada um dos elos dessa cadeia: agricultores, indústria fabricante, canais de revenda e poder público. E é por isso que, esse ano, a campanha do Dia do Campo Limpo trouxe a mensagem de que “Compartilhando responsabilidades, comemorando resultados!”

Em 2017, a Central recebeu 226.119 quilos de embalagens de defensivos agrícolas, lavadas e não lavadas recolhidas. Até julho, 80% da meta imposta já foi cumprida, sendo 137.660 quilos devolvidos e tiveram a destinação correta através da unidade.

Pelo 14º ano, a comemoração contou com a participação de estudantes, professores, diretores de escolas municipais e particulares, que disputaram concursos de desenhos e redação. De acordo com a organização, foram mais de 600 alunos envolvidos.

Primeiro, os jovens do grupo de teatro Artimanha apresentaram a peça “Nosso planeta, nossa casa”. As crianças conheceram a importância da reciclagem tudo aquilo que é possível. As embalagens e resíduos que descartamos todos os dias precisam de um destino correto para que sejam tratados como matéria-prima na fabricação de novos produtos. É fundamental separar os resíduos sólidos dos orgânicos e dos sanitários.

Representantes do Poder Executivo participaram da cerimônia de abertura e apenas o secretário municipal de Meio Ambiente Paulo Vitor da Silva discursou, destacando a importância do trabalho que a Central tem em Três Pontas. Depois, os vencedores dos concursos foram anunciados e receberam os prêmios. Ester Aparecida Pereira da Escola Municipal João de Abreu Salgado, Indyara Rodolfo Andrade, da Escola Municipal Professora Manoel Jacinto e Júlia Botrel do Colégio Prosperi foram as vencedores da categoria desenhos.

Já em redação foram Ester Larissa, da Escola Municipal José Vieira Mendonça, Ana Clara Becati da Escola Municipal Nossa Senhora Aparecida e Débora Eliete de Souza Oliveira. Não foram apenas estes os premiados, houveram sorteios de mochilas, presentes e até de uma bicicleta e, por sorte, todos eles foram para alunos da Escola João de Abreu.

Homenagem ao produtor

Seu Venício e seus familiares durante a cerimônia de abertura do Dia Nacional do Campo Limpo

Como realiza todos os anos, um produtor rural que adota boas práticas no campo e se destaca no volume de devolução de embalagens na Central, é escolhido. Em 2018, Seu Venício Manoel  de Mesquita teve seu trabalho reconhecido.

O homenageado nasceu na zona rural de Três Pontas, na Fazenda Pinheiros e passou sua infância na Fazenda da Toca em Santana da Vargem. Fez o curso primário no Colégio Dona Maria Augusta Vieira Corrêa, no internato. Depois no Ginário São Luis seu curso médio. Cursou o científico em Belo Horizonte no Colégio Santo Antônio e em Lavras no “Aparecida”.

Voltou para Três Pontas onde fez curso de contabilidade na Escola Técnica de Comércio Nossa Senhora D’Ajuda. Trabalhou 17 anos na Casa Ouro Verde. Em 1968, formou-se na Facultade de Direito do Sul de Minas em Pouso Alegre.

Adquiriu em 1970, o Sítio São Sebastião que transformoum na Fazenda da Toca, município de Santana da Vargem e a seguir em 1974, a Fazenda da Onça e o Cerradão em Campos Gerais.

Em setembro de 1973 casou-se com Magnólia de Murad Mesquita, com quem teve três filhos, Venicinho, Iris e Lis Marina. Tem quatro netos e mais um caminhão. Aos 81 anos, Venício sempre deixa um rastro de humanidade e alegria por onde vai e não economiza na fé, amor e devoção ao Beato Padre Victor.

Ao lado de seus familiares, Seu Venício foi agraciado com uma placa e recebeu até um troféu em demonstração de carinho e respeito.

COMPARTILHAR

Comentários