Um dos grandes problemas do brasileiro, de um modo geral, é justamente o pensamento imediatista, quando o assunto são as finanças. Reformular este pensamento é uma necessidade, em especial das crianças e jovens, para que eles comecem a se organizar melhor para atingir seus objetivos e entendam que o aumento do poder aquisitivo de hoje (via financiamento e empréstimos) reduz seu poder aquisitivo de amanhã.

Este foi um dos assuntos debatidos durante uma palestra ministrada na manhã desta terça-feira, na Fateps, aos dentistas do Município, pela advogada e estudiosa da área Júlia Barros Figueiredo. O encontro foi promovido a convite da coordenação de odontologia. Durante a conversa, muito se falou da parte comportamental da pessoa face ao dinheiro. Foi dado ênfase sobre a importância de investir, e, principalmente, do pensamento de longo prazo.

Em se tratando de pessoa física, os juros bancários são os maiores destruidores de patrimônio. Para os que desejam ampliar seus conhecimentos sobre o assunto, Júlia Figueiredo ministra cursos sobre educação financeira, o qual aborda temas relacionados, sobretudo, à renda fixa. Esta se caracteriza por possuir regras definidas de remuneração, ou seja, são títulos cujo rendimento são previamente conhecidos (juro prefixado), ou vinculados a indexadores, como exemplo a inflação. O contato para mais informações sobre cursos e palestras é (035) 9-8882-5740.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here