Encontro será após a missa na Matriz, na Praça Conego Victor neste sábado. Fotos: Arquivo EP

 

Um evento tradicional em Três Pontas, completa em 2020 50 anos. Durante meio século, o Encontro de Companhias de Reis se tornou um marco cultural e movimenta uma boa parte da população trespontana. Tanto é que em 2018 a Câmara de Vereadores aprovou uma lei, promulgada pelo presidente da época, o vereador Luis Carlos da Silva, que tornou a Folia de Reis reconhecida como um patrimônio imaterial do município.

O encontro organizado pela Secretaria Municipal de Cultura, Lazer e Turismo, será neste sábado (11) e marca a reunião dos grupos que já percorreram ruas e casas da cidade em cortejos. Músicos, cantores e os marungos saem cantando e fazendo orações para celebrar o nascimento de Jesus, pela representação dos três Reis Magos.

As apresentações serão na Praça Cônego Victor, após a missa das 18:30 celebrada na Matriz Nossa Senhora d’Ajuda, cujo convite é feito ás folias, pelo do pároco Cônego José Douglas Baroni.

Ao todo, nove Companhias de Reis, uma Congada e um Moçambique, estarão no palco que começou a ser montado na Praça da Matriz, na manhã desta quarta-feira (08). Cada um dos grupos terá 15 minutos para se apresentar, incluindo apresentação, agradecimento e o “corta jaca” dos marungos, que chama muito a atenção do público.

Para o secretário de Cultura, Alex Tiso Chaves, além de comemorar estas cinco décadas ininterruptas de apresentações, é importante lembrar o nome de uma pessoa que foi extremamente importante neste movimento e que conduziu por tantos anos brilhantemente como uma verdadeira paixão que é o radialista Rui Quintão. “Dedicamos a comemoração destes 50 anos, ao nosso amigo Rui Quintão, profundo batalhador, conhecedor e apreciador desta arte, que está inventariada pelo Patrimônio Histórico e Cultural de Três Pontas, o que nos traz uma tremenda importância ao município que é um resgate de uma cultura que permanece viva”, afirmou Alex Tiso.

Cada uma das Folias, que cumprir as determinações da Secretaria de Cultura – como ter o mínimo de 20 componentes, receberá como incentivo financeiro a quantia de R$1 mil, que será entregue posteriormente junto com um troféu de participação.

Apesar de uma renovação, as folias de reis estão se renovando, segundo o secretário de Cultura – avós estão passando aos filhos e netos esta tradição que Alex defende que precisa ser preservada.

Veja a lista de apresentação do 50º Encontro de Companhias de Reis de Tres Pontas

São Cristovão
Nossa Senhora do Bonfim
Santa Clara
Caminho de Belém
Mãe Rainha
Imaculada Mãe dos Anjos
Família Dias
Sagrado Coração de Maria
Nossa Senhora das Graças
Congada Nossa Senhora do Rosário
Moçambique
Companhia de Reis Nossa Senhora da Guia de Varginha

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here