A Banda Marcial Djalma Tiso da Escola Estadual Presidente Tancredo Neves, está com seus preparativos a todo vapor, para o tradicional Desfile Cívico de 03 de julho. Neste ano, Três Pontas celebra 162 anos de emancipação político administrativa e no que depender dos alunos e da equipe da Escola Tancredo, será um desfile inesquecível. Serão 80 alunos e ex alunos, 40 somente de instrumentistas na Banda e 100 pessoas ao todo para homenagear a hospitaleira cidade.

Sempre foi uma meta da escola e pedido dos alunos em trabalhar a música na parte pedagógica e Banda veio de encontro a isso. Quem revela esta peculiaridade, é o diretor José Lúcio de Mesquita, que falou do trabalho de conscientização dos alunos. Eles fazem testes com os maestros Wander Scalioni e Rafael “Maluco” Paiva Ferreira e se aprovados, a partir daí, de acordo com a aptidão de cada um são encaixados na Banda Djalma Tiso.

Alunos estão ensaiando três vezes na semana para o desfile do Dia da Cidade

O grupo surgiu em 2006 e depois de 2009 parou de se apresentar. Retornou em 2013 e não parou mais. De 2014, a responsabilidade passou a ser compartilhada entre os maestros Wander e Rafael. Não é suspeita, é fato. Os alunos melhoram o desempenho escolar. E o resultado não é apenas individual. O projeto envolve toda a comunidade escolar em um trabalho comunitário de ajudar para que tudo esteja certo para o desfile. A parceria com os professores é fundamental e todos torcem juntos. Quer mais uma prova do envolvimento e união para mostrar que é importante comemorar juntos mais um ciclo de história? A Escola Tancredo Neves está fazendo um intercâmbio com a Escola Edna de Abreu que começa este ano e vão desfilar juntos. “Acredito que será o primeiro de muitos anos de parceria para a gente integrar mesmo a nossa comunidade e os moradores dos bairros no entorno da escola. A gente é vizinho aqui e recebe os alunos que vem lá da Edna de Abreu. É bom que eles vão se familiarizando” detalha o diretor.

Os ensaios começaram em abril, durante três dias da semana, as segundas, terças e quintas-feiras. São ensaiadas a harmonia, as liras e há o encontro com a bateria. São dois ensaios individuais e um ensaio em conjunto na semana, conta o maestro Wander. Além dos instrumentistas da escola, tem alguns músicos parceiros que acrescentam com os instrumentos de sopro no dia do desfile.

Para o maestro Rafael, quando se trabalha com aquilo que se gosta não dá trabalho. Na visão dele, são poucos os ensaios diante de tudo aquilo que se apresenta no desfile.

Homenagem e surpresa

Os maestros Rafael e Wander preparam surpresa para o desfile da Escola Tancredo Neves

Não deu para saber tudo o que a Escola Tancredo Neves vai apresentar no desfile. Wander e Rafael adiantaram que haverá uma homenagem ao 14 Bis, que vai se apresentar no dia 04 de julho, durante o Festival Canto Aberto que será realizado nas comemorações do aniversário da cidade. Eles estão sempre por aqui e é fundamental reconhecer a importância deles para a Música Popular Brasileira (MPB). A Banda Djalma Tiso vai tocar “Linda Juventude” , depois Mais uma Vez, que é de Flávio Venturini e Renato Russo. A terceira música é que Wander não revela que jeito nenhum. É segredo. Ou melhor, é surpresa que ainda está sendo decidida pelos maestros.

E qualquer ritmo, com exceção do funk pode surgir. As bandas estão saindo do tradicionalíssimo, se inovando cada vez mais e incluindo o samba, a MPB e até o rock, tentando atrair cada vez mais os adolescentes e jovens, porque o objetivo da Escola é também social. Desenvolvendo habilidade na música, é muito possível descobrir talentos que podem reforçar o time de artistas da Terra de Milton Nascimento.

Além do desfile do Dia da Cidade, a Banda se apresenta no Encontro de Bandas e manter instrumentos e tudo em ordem não é fácil. Por isto, o recurso de R$1,5 mil destinado pela Prefeitura através da Secretaria de Cultura, Lazer e Turismo não é o suficiente, mas é uma ajuda substancial e importante. “É um momento muito especial, emocionante e emocionante porque é a culminância do nosso trabalho. A gente se sente muito feliz e com a sensação de dever cumprido” enfatiza o diretor José Lúcio.

A Escola Estadual Tancredo Neves tem neste ano letivo de 2019, 820 alunos divididos em três turnos, do ensino fundamental ao Educação Jovens e Adultos.

COMPARTILHAR