Fotos: Denis Pereira/Equipe Positiva

Três Pontas completou nesta quarta-feira, dia 03 de julho, mais um aniversário. Os 162 anos foram comemorados pela população com o tradicional desfile cívico na Praça Cônego Victor, no Centro da cidade.

Estudantes das redes municipal, estadual e particular de ensino homenagearam a Cidade Sorriso, com um desfile que trouxe como tema Três Pontas de várias facetas: Educação, Conscientização e Cidadania. Eles evidenciaram alguns trabalhos e projetos desenvolvidos pelas escolas trespontanas relacionados ao calendário comemorativo. Os estabelecimentos educacionais são reconhecidas como formadoras  do ser humano, numa visão holística que propicia autoconhecimento, o conhecimento do outro e do meio em vive sendo capaz de construir ações positivas e transformadoras.

A festa foi aberta conforme uma cerimônia cívica determina. O hasteamento das bandeiras no pavilhão em frente a igreja Matriz de Nossa Senhora D’Ajuda. Pontualmente as 8:00 horas da manhã, Marcelo Chaves Garcia (MDB), o presidente da Câmara Municipal vereador Maycon Douglas Vitor Machado (PDT) e o secretário municipal de Cultura, Lazer e Turismo Alex Tiso Chaves subiam as bandeiras do Brasil, de Minas Gerais e de Três Pontas, respectivamente, enquanto a Corporação Musical Luiz Antônio Ribeiro executava o Hino Nacional Brasileiro.

O hasteamento das bandeiras abriu as 8:00 da manhã o dia festivo de aniversário

Tudo bem que não havia tanta gente na praça. A maioria eram secretários municipais e assessores da Administração. Mas aos poucos, os trespontanos foram chegando, se acomodando da forma que desejavam. O sol também apareceu e muita gente preferiu ficar a sombra das árvores ou dos prédios, em pé ou assentados.

Do Coreto, o presidente da Câmara Maycon Machado se pronunciou. Foi rápido nas palavras focando a importância dos trespontanos que a cada dia constroem a história e antecipadamente demonstrou satisfação com o desfile preparado por cada uma das escolas.

O prefeito Marcelo Chaves (foto) destacou que administrar um município é um grande desafio, o maior da vida dele, que já foi vereador, presidente da Câmara e secretário municipal. Hoje busca o melhor para Três Pontas como gestor. Para fazer uma grande administração, num momento de crise no país e com o Estado de Minas Gerais praticamente quebrado, é necessário motivação, inovação e parcerias. “ Sem estas perspectivas, a administração se esvazia. Então, a motivação parte do amor pela terra; a inovação, pelo apoio e contribuição recebidos até mesmo nos incentivos diários; já as parcerias são metas e foco da gestão”.

Marcelo Chaves afirma também que tem total consciência de que seu papel é servir os trespontanos e quando pensa no futuro pensa em oportunidades. Busca incessantemente indústrias para o município. O café é uma grande riqueza, mas na visão do prefeito, não pode ser a única. É necessário diversificar a economia local atraindo empresas e ampliando as já instaladas no município. “Estamos sempre em busca de recursos para obras de infraestrutura e faremos obras que se Deus quiser ficarão para história como a criação de um verdadeiro distrito industrial”, anunciou.

Por último, o prefeito ressaltou a parceria com dois representantes trespontanos, os deputados estadual Mário Henrique “Caixa” e federal Diego Andrade, que estão sempre atentos e prontos para prestarem ajuda.

O desfile

O desfile foi aberto pela Ordem Demoley e a Ordem das Filhas de Jó. O grupo dos meninos que existe em Três Pontas a 20 anos e das meninas há 15, fazem ao longo destes anos um relevante serviço à comunidade. Eles chamaram a atenção com suas vestimentas.

Em seguida vieram a Banda da Apae e as crianças matriculadas nos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEI’s), fazendo menção a Semana Nacional da Educação Infantil, criada por lei em 2012, sendo essa data escolhida para homenagear a Dra. Zilda Arns.

As escolas municipais Antonieta Ferracioli, Solange Mendonça Reis e Professor João de Abreu Salgado retrataram a Semana Nacional do Meio Ambiente, Cidade Limpa e Campo Limpo e representaram a Atremar, enfatizando a responsabilidade de todos no enfrentamento às questões ambientais. A Administração tem feito uma campanha forte quanto a importância da separação do lixo reciclável para os catadores, a necessidade da população acondicionar o lixo na hora certa e em lugar correto e a limpeza dos terrenos baldios. A falta deste último, tem trazido consequências terríveis, como a epidemia de Dengue registrada na cidade este ano.

A Escola Estadual Deputado Teodósio Bandeira que tem uma fanfarra das mais antigas da cidade veio sob a regência de Fernando Marchetti. As escolas Cônego Vitor e Cônego José Maria mostraram que a escola é um dos principais elementos para o sucesso da educação. A participação efetiva dela, reforça  laços importantes entre si e contribui para o bem estar de todos. Por isto, o projeto Família Aprendiz que são quatro encontros anuncias nas escolas da rede municipal, busca uma maior proximidade entre os membros da comunidade escolar.

As escolas da rede particular também fizeram suas homenagens a Três Pontas. Peixinho Vermelho, Colégio Prósperi e Colégio Novo Milênio /Cootec representaram a Semana Nacional do Livro. Alguns dos grandes escritores como Ziraldo e Vinicius de Moraes foram lembrados.

A Banda Marcial Djalma Tiso da Escola Estadual Presidente Tancredo Neves trouxe o resultado de muito esforço de seus alunos nos ensaios. Junto com a Escola Municipal Edna de Abreu, eles se juntaram nesta festa de 162 anos de Três Pontas e homenagearam a Banda 14 Bis que canta no Festival Canto Aberto nesta quinta-feira (04), na Praça Cônego Victor.

Se teve duas escolas que chamaram a atenção pelo tema exposto no desfile foram as escolas estaduais Marieta Castro e Monsenhor Silveira. Juntas trataram de um tema polêmico e atual. A Lei 11.340 de 2006, a Lei Maria da Penha, que combate a violência contra a mulher foi exposta na apresentação. Os estabelecimentos educacionais  convidaram mulheres que se destacam na sociedade trespontana.  Entre elas, a promotora de justiça Dr. Ana Gabriela de Brito Melo, a vereadora Marlene Rosa de Lima Oliveira, entre outras. Algumas orgulhosas, expuseram o convite em rede social, desfilaram e foram homenageadas. Meninas vestiam camisetas como o nome de cada uma das 20 convidadas.

O esporte teve espaço no desfile de 03 de julho. A Semana dos Jogos Escolares, fez com que estudantes/atletas lembrassem os 12 anos em que os jogos foram implementados na rede municipal e conta com a participação das escolas públicas e particulares, tendo como objetivo principal promover a integração social, o exercício da cidadania e a descoberta de novos talentos. O tema ficou a cargo da escola municipal Professora Nilda Rabello Reis e a escola municipal Maria Augusta Vieira Corrêa.

Com o uso de sonorização e instrumentos, a banda da escola Coração de Jesus, uma das mais esperadas que tem a regência de Rafael Paiva e André Duarte de novo se superaram, como fazem ano após ano.

O grupo de Escoteiros também integrou o desfile. Motivados pelo sistema de valores, lei e promessa escoteira, as crianças, adolescentes e jovens tem realizados importantes trabalhos na comunidade.

Quem fechou a festa de aniversário de forma surpreendente trazendo muito gingado, foi o Colégio Travessia, do Grupo Unis. Eles trouxeram um palco montado em um caminhão. A histórias dos festivais como o surguimento do Festival Canto Aberto que ficou adormecido durante muitos anos, que retornou com tudo em 2018, foi contado por eles.

COMPARTILHAR