Três Pontas tem mais um grande evento cancelado. Ele traz movimento, entre outros setores, ao ramo de hotelaria e restaurante. O Conselho Gestor da Expocafé informou que a 23ª edição do evento não terá atividades presenciais. Com isso, a exposição de máquinas não será realizada em 2020, já a programação técnica, composta por palestras e dinâmicas de máquina acontecerá virtualmente. A decisão, anunciada nesta quinta-feira, 14 de maio, foi tomada em função do avanço do Coronavírus, da diretriz de não realização de eventos com aglomeração dada pela Prefeitura de Três Pontas e após consulta aos expositores. Esta é a primeira vez que isto acontece.

No último mês de março, o Conselho Gestor optou por transferir a Expocafé, que aconteceria em maio, para julho. A situação foi monitorada por dois meses e o aumento no número de casos da Covid-19 motivou o cancelamento das atividades presenciais. A programação técnica será divulgada em breve e as datas serão mantidas, entre 14 e 17 de julho.

“Estamos vivenciando um momento diferente de todos os outros. Precisamos ser criativos para continuarmos a levar tecnologias e alternativas para o cafeicultor mineiro”, afirma Nilda Soares, presidente da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais. Nilda destaca que a Empresa, realizadora da Expocafé desde 2010, continua atuando na difusão de conteúdos. “Recomendo que os interessados fiquem atentos ao nosso site para mais informações sobre palestras e publicações sobre cafeicultura e outras atividades na agropecuária”.

Criada pela Universidade Federal de Lavras (Ufla) em 1998, a Expocafé é realizada pela Epamig e pelo Governo de Minas Gerais, com apoio institucional da Prefeitura de Três Pontas, Cooperativa dos Cafeicultores da Zona de Três Pontas (Cocatrel), Ufla, Emater-MG e Consórcio de Pesquisa Café.

Os atendimentos aos expositores acontecem por telefone (32) 99800-1705.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here