Inauguração com a entrega das chaves depende da Presidência da República, que já foi comunicada sobre a conclusão do conjunto habitacional Jardim das Esmeraldas

As famílias aguardaram ansiosas na Praça Getúlio Vargas a abertura do portão principal da Escola Municipal Cônego Vitor. Pouco antes das 13:00 horas, todo mundo já estava lá, pais, mães e crianças. Foi lá que elas assinaram na tarde desta sexta-feira (18), o contrato com a Caixa Econômica Federal (CEF) do Programa Minha Casa Minha Vida, que construiu em Três Pontas, 316 residências, que formam o conjunto habitacional Jardim das Esmeraldas, na saída para Campos Gerais.

Paulo Luis abriu o portão da Escola para a entrada das familias beneficiadas
Paulo Luis abriu o portão da Escola para a entrada das familias beneficiadas

O portão foi aberto pelo prefeito Paulo Luis Rabello (PPS), acompanhado do vice Érik dos Reis Roberto (PSDB) e de alguns vereadores, aliados e de oposição. Todos eles recepcionaram os futuros moradores do mais novo bairro de Três Pontas.

Antes de se dirigirem às salas identificadas por ordem alfabética, orientações e dúvidas foram novamente sanadas pelo gerente da Gerência Executiva de Habitação de Poços de Caldas Gilmar Geraldo da Silva.

Os beneficiados que já sortearam seus endereços e que já fizeram vistoria nos imóveis, assinaram quatro cópias do documento, que será posteriormente encaminhado para o Cartório para o registro. Uma das delas depois será devolvido às famílias.

A grande dúvida é sobre a inauguração e entrega das chaves. Gilmar explicou que só falta a ligação da energia elétrica, o que depende da CEMIG e não da Construtora Cheren, que já cumpriu com aquilo que era determinado à empresa. O interesse da Caixa e da Prefeitura, segundo o gerente é entregar o empreendimento o quanto antes. Porém, o agendamento da inauguração depende do gabinete da Presidência da República, em Brasília. Eles já foram comunicados que está tudo concluído, assim como foi feito em Três Corações. Lá, após a previsão de entrega, houve 10 dias atraso. Depois de entregue as chaves, as famílias assinam apenas um recibo e devem se mudar imediatamente, uma vez que elas passam a ser responsáveis pelos imóveis.

O prefeito Paulo Luis e alguns vereadores foram de sala em sala falar com os beneficiados
O prefeito Paulo Luis e alguns vereadores foram de sala em sala falar com os beneficiados

Nas salas onde foram assinados os contratos, o prefeito Paulo Luis também revelou que está empenhado em entregar o empreendimento o quanto antes e esforço da sua equipe não falta. “Este é um fruto da nossa Administração que conseguimos com a maior transparência possível, atendendo as exigências do Governo Federal, estamos proporcionando o sonho da casa própria, através do nosso apoio político em outras esferas”, afirmou Paulo Luis.

COMPARTILHAR

3 Comentários

  1. Fico espantado com a cara de pau deste prefeito, “Este é um fruto da nossa Administração que conseguimos com a maioria transparência possível, atendendo as exigências do Governo Federal, estamos proporcionando o sonho da casa própria, através do nosso apoio político em outras esferas”. Fala sério, que apoio político?, que esforço?, estas casas foram destinadas ao município na gestão passada, construidas pela construtora Cheren, com financiamento da CEF.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here