Desde as primeiras horas deste sábado, véspera do aniversário de 113 anos da morte do Beato Padre Victor, já é registrado um grande número de romeiros que aportam na cidade, pela fé no sacerdote campanhense trespontano. De acordo com a organização, mais de 50 mil pessoas devem passar pela cidade nas comemorações de Padre Victor.

O trânsito já está interrompido em alguns pontos do Centro da cidade, onde se concentra o maior movimento de visitantes, que participam de missas da novena ao longo do dia. Na celebração das 15:00 horas, foram queimados os pedidos feitos por fiéis que desde o dia 14 de setembro, participam da novena na Matriz Nossa Senhora D’Ajuda nos três horários disponíveis.

Até as 16:00, a Associação Padre Victor informou que cerca de 30 romarias de várias localidades já haviam registrado a presença na cidade, porém, nem todos fazem isto. Uma das vias bastante movimentada é a Avenida Ipiranga, por onde chegam os romeiros que chegam no Município a pé.

Na Avenida Senador Josino de Brito o trânsito está complicado no trecho próximo do Parque Multi Uso da Mina, onde este ano está sendo realizada a feira com os camelos, que até ano passado era na Avenida Oswaldo Cruz. Desde o início da semana, os feirantes começaram a montar as barracas em um espaço de 13 mil metros dentro do parque.

A Polícia Militar já reforçou seu efetivo na cidade e nas rodovias. Pontos de apoio que atendem os devotos começam a funcionar no início da noite.

Padre Victor nasceu em Campanha, foi paróco durante 53 anos em Três Pontas. Morreu em 1905. Teve o Título de Venerável em 2012 e três anos depois, em 2015, o Vaticano autorizou a beatificação, ao reconhecer o primeiro milagre atribuído a ele – a gravidez de da professora Maria Isabel de Figueiredo, mesmo sendo considerada impossível por médicos. O pedido da graça foi feito durante a movena de 2009.

COMPARTILHAR

Comentários