Foto: Arquivo Equipe Positiva

 

*No site oficial do evento, é possível baixar o edital com o regulamento, fazer a inscrição que é gratuita preenchendo corretamente o formulário  

O Festival Canto Aberto, de Três Pontas que muitas alegrias tem dado aos trespontanos e que inclusive foi premiado este ano com o Troféu “Cidades Inteligentes”, o qual agracia as boas ações das cidades de Minas Gerais, não poderia deixar de acontecer, meio a pandemia do novo Coronavírus.

Tendo em vista a tendência mundial que a vida aconteça de forma interativa através de canais de vídeos e plataformas digitais, a Comissão Organizadora, entrou de vez neste campo e anuncia que o “Canto Aberto” ao em vez de ser adiado, está confirmado para a mesma data, mas será de forma on-line em 2020, seguindo todos os protocolos de saúde. De acordo com o secretário municipal de Cultura, Lazer e Turismo, Alex Tiso Chaves, o objetivo é nunca interromper este festival que foi inventariado e registrado pelo Patrimônio Cultural. Adiá-lo como outros eventos seria um risco, já que poderia cair no esquecimento, o que é inadmissível diante de um ressurgimento magnífico e surpreendente em 2018. Cultura da escola para as ruas, da cidade para o mundo, carregada de artes em todas as esferas, seja através da música, dos contos, esculturas ou fotografias.

Estudadas as possibilidades, sua 8ª edição vem ai, agendado para os dias 04, 05 e 06 de junho virtualmente. Porém, no próprio edital está inclusive previsto, que caso a pandemia se revolva ainda este ano ou no começo do ano que vem, de se refazer a final de presencialmente, mesmo que já tenham sido premiados os vencedores.

O cerne dele é o mesmo. As inscrições são gratuitas, foram abertas no dia 1º de maio e se encerram neste domingo dia 17, as 23:59 minutos, na página oficial do município do festival. Nela é preciso preencher todos os dados para validá-la.

Serão selecionadas 30 músicas, sendo 20 da etapa nacional e 10 da local. Os concorrentes devem enviar seus vídeos seguindo critérios bastante simples que estão no edital que também está na página do evento na internet. Os vídeos serão exigidos alternadamente nos dias 4 e 5 de junho a partir das 20:00 horas e no dia 6 acontece a grande final que será avaliada pelos jurados. A equipe julgadora também estará on-line. Presencial será apenas a apresentação e equipe técnica de transmissão, que será gerada da Casa da Cultura “Alfredo Benassi”. A transmissão será feita através das plataformas digitais, youtube, facebook e instagram do evento.

O candidato deverá postar o vídeo de sua apresentação no youtube de forma não listada. No próprio formulário é possível enviar o link do vídeo. É que na plataforma existem três formas de enviar o conteúdo – de forma privada, de forma não listada e de forma pública. Por isto, Alex chama a atenção para que os candidatos não deixem em privado, porque não conseguem visualizar a fazer a avaliação. Quem enviar desta forma é automaticamente desclassificado. Os intérpretes ou autores deverão se identificar no início da gravação, falando o nome da canção, compositores, intérprete e de qual cidade é.

Secretário de Cultura, Lazer e Turismo Alex Tiso

Outra orientação que Alex expõe e favorece os candidatos é que eles devem fazer o mais simples, sem super produção. São instrumentos acústicos, a participação máxima de apenas duas pessoas no vídeo, oportunidade de que os músicos possam participar de outras gravações. O que possibilita que um músico participe de outras gravações e também que um esteja em uma cidade, estado ou até país diferente do outro e eles façam a montagem.

Está nas regras: gravar em um lugar dentro de casa onde a parede seja neutra, sem enfeites, sem paisagem de fundo ou em um ambiente deste tipo. Isto é justamente porque estamos vivendo em um momento em que as pessoas precisam primar por estar em casa, em segurança. “Faça a sua gravação no calor da sua casa. Escolha uma parede neutra, com instrumentos acústicos. Estamos primando pela simplicidade”, orientou Alex Tiso.

A premiação na fase nacional será feita do 1º ao 10º lugar, começando com R$1 mil e o último R$100, de forma decrescente. Já na etapa local, os premiados serão do 1º ao 5º colocado, recebendo por ordem de classificação decrescente R$1mil, R$ 800, R$ 600, R$ 400 e R$ 200. Será premiada também a música mais comunicativa que receberá o prêmio de R$500 em dinheiro. Ela pode ser escolhida tantos dos concorrentes locais como os que disputaram a fase nacional. Todos os vencedores de 1º ao 3º lugar, receberão além do dinheiro troféus de participação.

O festival deste modelo não tem o calor humano e os aplausos do público, mas o secretário garante que no conforto do lar, tomando seu café ou qualquer outra bebida que se aprecia, é possível de divertir, emocionar e passar momentos agradáveis mesmo dentro de casa. Ele participou recentemente de um festival virtual como jurado, que trouxe uma experiência muito boa.

As pessoas podem usar aplicativos para pedir um cardápio diferente. A própria organização vai tentar uma parceria com aplicativos possibilitando um desconto especial durante os dias do Canto Aberto.

O que o motiva a fazer um grande festival mais uma vez, é que estão sendo inscritos artistas de vários locais do Brasil e do mundo. Além de músicos do interior de vários estados, tem de grandes cidades como por exemplo de Belo Horizonte (MG), São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Brasília (DF), Goiânia (GO) Campinas (SP), Blumenau (SC), Belém (PA), Macapá (AM), Vitória (ES), Macapá (AM). Mas já chegaram inscrições de outros países como de Ramonville Saint-Agne na França e de Portugal.

Como ainda faltam alguns dias, muitas outras localidades devem garantir participação. Alex espera a participação maciça dos artistas trespontanos e orienta que eles não deixem para a última hora, porque podem ter problemas com sinal de internet e o sistema será fechado automaticamente no dia e horário estipulado.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here