Doar sangue não demanda muito tempo do doador, mas é necessário consciência, de que fazer a doação salva vidas, uma pessoa que passa por cirurgia, tem câncer ou sofre um acidente, depende totalmente da doação para continuar vivendo. Em 2017, 2,8 milhões de pessoas precisaram de uma transfusão de sangue no Brasil.

Apenas 1,6% da população brasileira é doador de sangue, segundo dados do Ministério da Saúde. Essa taxa está dentro do parâmetro mínimo da Organização Mundial da Saúde (OMS) de 1%, mas está muito longe da meta que é de 3%.

Uma das grandes dificuldades em conseguir doadores, é que os trespontanos atualmente precisam percorrer 176 quilômetros, pelo menos duas horas e meia de viagem até o Hemominas de Poços de Caldas. Não ter a oportunidade de ir a Varginha, afastou muita gente, mas no dia 08 de dezembro, próximo sábado, quem quiser e puder, a equipe da instituição estará em Três Pontas para um mutirão.

A captação este ano será no Centro Pediátrico, no bairro Jardim Paraíso, mas é preciso fazer o agendamento antecipadamente no Banco de Sangue do Hospital São Francisco de Assis. Basta ligar na Santa Casa, falar com os profissionais do setor, para conseguir se cadastrar.

Felizmente em 2017, mais de 200 pessoas foram doar sangue no Centro Integrado de Assistência a Mulher e a Adolescente (CIAMA). A meta quando o Hemominas veio pela última vez, era um pouco menor e por isto teve gente que acabou sendo dispensada. Prova que os trespontanos sabem ser solidários.

A campanha externa será este ano no Centro Pediátrico, no bairro Jardim Paraíso. Os interessados precisam fazer o agendamento no Hospital São Francisco de Assis, ou pelos telefones 3265-9749, 3265-9700 e falar com Aislan, Lúcia, Ariane ou Cassiana. Qualquer tipo de sangue é necessário.

Ao fazer o agendamento, o doador receberá do Banco de Sangue, informações sobre como é feito o procedimento. O Hemominas realiza a coleta, o fracionamento e a distribuição de sangue para as agências transfusionais e bancos conveniados, do Hospital de Três Pontas.

Podem doar pessoas entre 16 e 69 anos. Para os menores de 18 anos é necessário o consentimento dos responsáveis e, entre 60 e 69 anos, a pessoa só poderá doar se já o tiver feito antes dos 60. É preciso pesar no mínimo 50 quilos e estar em bom estado de saúde. O candidato deve estar descansado, não ter ingerido bebidas alcoólicas 12 horas antes e não estar de jejum. No dia da doação, é preciso levar documento de identidade com foto.

COMPARTILHAR

Comentários