Um jovem de 20 anos foi detido nesta segunda-feira (20), no bairro Aristides Vieira, por suspeita de apropriação indébita de um aparelho celular.

Segundo a Polícia Militar, uma guarnição fazia patrulhamento  pelas imediações do da Praça São Cristóvão, local com grande incidência de uso e tráfico de drogas, quando suspeito de um jovem, bastante conhecido no meio policial por diversas práticas criminosas. Ele estava com um smartphone e ao verificarem o IMEI do aparelho, o telefone foi dado como extraviado, ou seja, ele foi perdido em um clube da cidade durante um evento na semana passada, conforme um boletim de ocorrências registrado no dia.

O jovem não quis informar a origem do aparelho, mas disse que possuía a nota fiscal dele. Os policiais pediram que ele então a apresentasse, mas ele começou a inventar histórias para justificar que não poderia pegar a nota fiscal naquele momento.

O smartphone foi recolhido para ser devolvido ao proprietário. Foi registrado um boletim de ocorrências, o suspeito assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) e foi liberado. Ele deverá comparecer a Audiência no Juizado Especial para se explicar à justiça.

Dica da PM:

Apropriar-se de coisa alheia vinda ao seu poder por erro, é crime previsto no Código Penal, artigo 169 – cuja pena vai de multa até detenção de um mês a um ano. A orientação da Polícia Militar é que caso alguém encontre alguma coisa que não seja sua, é preciso fazer a devolução ao dono e caso não consiga identificar, é preciso procurar as autoridades para fazer a entrega.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here