Dois assuntos foram foco dos vereadores na sessão ordinária desta segunda-feira (26), na Câmara Municipal de Três Pontas. Com apenas um projeto de lei na pauta de votações, os parlamentares cobraram providências quanto a melhoria da sinalização no trevo do “Padre Victor” e medidas quanto aos animais soltos nas vias públicas.

Donizetti Benício Baldansi (PSD), falou primeiro da quantidade de cavalos percorrendo ruas e avenidas, colocando motoristas em risco e uma quantidade enorme de cães soltos. Na opinião, a Prefeitura precisa ter seu próprio Canil.

O vereador Roberto Donizetti Cardoso (DEM), completou sobre a necessidade de se tomar alguma providência quanto ao trevo onde mais um acidente foi registrado, porém, com morte neste fim de semana. Ele pediu que a Casa Legislativa manifeste através de ofício, ao Departamento de Estrada e Rodagem (DER), quanto aos perigos que os motoristas enfrentam ao passar pelo trecho.

O vereador Sérgio Eugênio Silva (Cidadania), acrescentou que a situação do trevo é complicada, pois há sinalização, mas é preciso algo mais, pois os motoristas da cidade e quem conhece a curva sinuosa já está em risco, imagina para aqueles que passam de caminhões e carretas pesadas pela primeira vez. A sugestão de Sérgio e que se coloque um radar, não com o objetivo de multa, mas de fazer com que os condutores reduzam a velocidade e evitem acidentes, principalmente com mortes. Ele também reforçou a necessidade do Poder Legislativo buscar solução junto ao DER.

Quanto aos animais soltos na via pública, Sérgio lembrou que durante três semanas cobrou uma solução para o problema, mas a resposta que veio da Prefeitura não o agradou, muito menos apresentou o que será feito. Ele mesmo flagrou seis cavalos “passeando” pelo Centro de madrugada, no cruzamento das avenidas Ipiranga e Oswaldo Cruz.

O vereador Geraldo José Prado (Coelho – PSD), reclamou da Secretaria Municipal de Transportes e Obras. É que ele pediu a cerca de seis meses providências quanto ao trânsito nesta via que é bastante movimentada. Coelho suplicou pela ajuda da Prefeitura e para demonstrar que os moradores estão cobrando, que segundo ele, as pessoas estão indo até a sua casa e o vereador não aguentando mais tamanha pressão.

O presidente da Câmara Maycon Douglas Vitor Machado (PDT), respondeu que os ofícios serão enviados à Prefeitura e ao DER. Sobre o trevo, opinou também que a única medida que deve minimizar os acidentes é a colocação de radar. Maycon comentou as publicações que estão sendo feitas nas redes sociais e o embate criado entre os grupos políticos. Na visão dele, as pessoas precisam tomar cuidado com as palavras usadas, pois elas ofendem e podem magoar pessoas. O presidente pediu respeito mútuo e cada um se coloque no lugar do outro e eles poderão ser responsabilizados.

O vereador Sérgio Silva tentou que fosse incluso na pauta, o Veto integral que o Poder Executivo fez ao projeto de lei do vereador Antônio Carlos de Lima (Antônio do Lázaro – PSD), que trata da permissão de taxistas explorarem os pontos. Sérgio diz que é contra o projeto do colega, pois a medida adotada já está inclusive em processo licitatório, o número de vagas a ser exploradas em Três Pontas e no Distrito do Quilombo Nossa Senhora do Rosário. Antônio disse que fez o projeto porque há denúncias de que existem pessoas fazendo o serviço de transporte de passageiros em veículos de passeio, sem nenhuma autorização, agindo de forma clandestina. Antônio do Lázaro disse que já pediu providências ao Ministério Público, à Polícia Militar e Polícia Civil.

A vereadora secretária da Mesa Diretora, Marlene Rosa Lima Oliveira (PDT), informou que não tem conhecimento do Veto apresentado pelo prefeito Marcelo Chaves Garcia (PSD), por isto, ela pediu vistas e foi atendida por decisão individual do próprio presidente.

Suplementação no Saae 

A pauta tinha apenas um projeto de lei, de alteração orçamentária no Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae), com uma suplementação no valor de R$250.500,00 mil, para custear despesas com a aquisição de aparelhos de ar condicionado, geladeira, contratação de serviços de manutenção dos aparelhos de ar condicionado, despesas com locomoção de servidores, aquisição de tubos de conexão e tampões para o sistema de água e sistema de esgoto, entre outras despesas a fim de atender as demandas do Saae.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here