(FOTO: Athletico/Globoesporte.com)

Após o encerramento da 2ª rodada, somente três times mantêm os 100% de aproveitamento, embora algumas equipes só tenham feito um jogo no torneio. Bom, a rodada foi encerrada nesta quinta-feira (13), os destaques dos encontros que começaram na quarta (12), são: Atlético Mineiro e Vasco, pelo que se diz respeito a trabalho a longo prazo.

Em relação a atuações, Internacional e o Dragão de Goiás, Atlético Goianiense, se destacaram. É apenas começo de campeonato, qualquer prognóstico pode parecer oportunismo, no entanto, alguns times têm sabido lidar melhor com esse início provocante do Brasileirão 2020.

Resultados da 2ª rodada

Quarta-feira (12)

ATHLETICO-PR 2 X 1 GOIÁS

ATLÉTICO-MG 3 X 2 CORINTHIANS

BRAGANTINO 1 X 1 BOTAFOGO

BAHIA 1 X 0 CORITIBA

ATLÉTICO-GO 3 X 0 FLAMENGO

CEARÁ 1 X 1 GRÊMIO

FLUMINENSE 1 X 1 PALMEIRAS

Quinta-feira (13)

SÃO PAULO 1 X 0 FORTALEZA

INTERNACIONAL 2 X 0 SANTOS

VASCO DA GAMA 2 X 0 SPORT

Galo mostra competência, Furacão vence sem grande produção e Atlético Goianiense despacha o Flamengo

No Mineirão, o Atlético Mineiro venceu o Corinthians por 3 a 2. O Timão abriu 2 a 0 logo na primeira etapa e com belos gols, porém, o Galo foi superior do início ao fim. Com algumas mudanças posicionais, o time dirigido por Sampaoli passou a ter uma melhor recuperação da bola no seu campo ofensivo, o que contribuiu para a virada que foi até rápida no segundo tempo. Vale pontuar que Nathan mais uma vez deixou sua marca e que o Corinthians mesmo tachado de limitado, é um time a se respeitar.

Jogando na Arena da Baixada, em Curitiba, o Athletico Paranaense bateu o Goiás por 2 a 1. O Furacão não criou tanto, assim como o time goiano. Vitinho mais uma vez foi bem e o time da casa não pode contar com Léo Cittadini desde o começo do jogo, e o Goiás como é sabido, teve um desgaste devido aos atletas diagnosticados com o novo coronavírus.

Em um dos jogos mais comentados da rodada, o Atlético Goianiense aplicou um sonoro 3 a 0 no Flamengo. O atual campeão fez sua pior partida no ano, criou algumas chances, mas defensivamente foi atropelado pelo Dragão, o time treinado agora por Domènec Torrent, se mostrou espaçado e em testes, é início de trabalho, mas o futebol apresentado ficou aquém do atual campeão e favorito ao título, embora esse favoritismo esteja no máximo em um período duvidoso. Méritos ao time da casa que foi aplicado e ousado.

Na noite de quarta (12), três duelos terminaram empatados. Bragantino e Botafogo ficaram no 1 a 1, o time de Bragança Paulista foi até melhor, mas não tanto eficiente, o Fogão teve um bom resultado, no entanto, precisa progredir um pouco mais no seu ritmo de jogo. Já no Castelão, Ceará e Grêmio também ficaram no 1 a 1, o Grêmio mesmo com um time recheado de reservas, fez um jogo equilibrado contra um Ceará que tenta evitar os erros da temporada passada, o resultado acabou justo pelo que as equipes apresentaram.

O terceiro e último empate de quarta-feira, foi protagonizado no Maracanã. Fluminense e Palmeiras fizeram um jogo “comum”, é claro, o Palmeiras variou a equipe, sem Patrick de Paula e Ramires no time titular, o time até se adequou bem, mas Luiz Adriano continuou sem muitas companhias no ataque, embora tenha feito o gol. Já o Flu, fez um jogo mais uma vez “mais do mesmo”, teve até a boa participação de Fred em alguns momentos, mas o time parece não se encaixar. Tanto Luxermburgo, quanto Odair Hellmann possuem suas queixas, mas poderiam ter produzido um pouco mais.

E no jogo entre Bahia e Coritiba, o time mandante venceu pelo placar mínimo de 1 a 0, gol de pênalti de Rodriguinho. O time dirigido por Roger Machado foi melhor nos 90 minutos, vale informar que fazia 35 anos que o Bahia não vencia o Coxa, o tabu foi quebrado. Para o Coxa resta trabalhar, o time ao lado do rubro-negro carioca, são até o momento os únicos que acumulam duas derrotas.

Duelos de quinta-feira

Na quinta-feira, o único duelo mais abaixo do esperado aconteceu no Morumbi. Mesmo com um futebol sem convencer, o São Paulo venceu o Fortaleza com gol de Daniel Alves. O Fortaleza teve mais a posse de bola, mas não foi tão eficiente, embora em alguns lances mostrou ser um time competitivo. Já o tricolor paulista entrou com uma formação um pouco diferente devido a uma alteração de última hora antes do início do jogo, no mais, o Fortaleza precisa pontuar, já que até agora não fez isso e o São Paulo precisa além de melhorar, convencer.

Os outros dois duelos foram bons. O Inter foi superior ao Santos em Porto Alegre e venceu sem dificuldades, se recuperou da partida pouco criativa em Curitiba. O Peixe pouco criou, o time parece ter dificuldade no campo ofensivo e Cuca está aos poucos moldando suas ideias, o time até agora não mostrou a que veio na temporada. Para finalizar, o Vasco em casa bateu o Sport por 2 a 0.

O Gigante da Colina fez um bom primeiro tempo, sabendo utilizar muito bem a posse de bola e controlando o jogo, que muitas vezes era um embate físico. No segundo tempo, soube mostrar qualidade defensiva e ousadia, o time parece repetir a competitividade alcançada a temporada passada. O Leão do Recife até foi melhor estatisticamente, mas não conseguiu ter êxito como teve na partida de estreia do campeonato.

Até aqui, o Galo e o Inter mostraram que sim, podem brigar pelo título. O Flamengo, ainda está em processos iniciais com o novo treinador, muito embora tenha caído seu nível desde a final da Taça Rio, mas segue no hall de favoritos. O Furacão é uma das gratas presenças entre as lideranças, o time tem um DNA vitorioso e audacioso, deve dar trabalho como normalmente dá. O Campeonato Brasileiro retorna no sábado (15), com mais uma rodada que deve ser intensa.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here