(FOTO: André Durão/GloboEsporte.com)

Por Loui Jordan

Em jogo com poucas emoções e muito estudo pelos finalistas, o Palmeiras teve mais sangue frio e se consagrou bicampeão da Copa Libertadores da América 2020. O título deste sábado coroou a excelente campanha do time dirigido pelo português Abel Ferreira que após vencer o Santos por 1 a 0, o alviverde imponente proporcionou ao seu torcedor mais uma conquista para sua imensa galeria de troféus.

Pouca emoção e poucos lampejos individuais em campo no Maracanã!

Dentre a maioria das expectativas pelo jogão que se anunciava no Maracanã, quase todas foram frustradas. Final é final, sempre terá um peso psicológico e uma garra maior por parte dos clubes finalistas e o último jogo da Copa Libertadores 2020 foi bem morno, com pouquíssimas emoções. Tanto no primeiro tempo, quanto no segundo, ambas as equipes estavam resguardadas e muito bem postadas defensivamente. É claro, o clima não ajudou, estava muito quente no Rio de Janeiro, mesmo o jogo começando às 17 horas.

O Santos dirigido por Cuca, conseguia ter uma saída de bola mais trabalhada, já o Palmeiras apostava estrategicamente em ligações diretas, isso mudou na segunda etapa. Além disso, muitos dos passes foram notados em campo, talvez o nervosismo, mas principalmente, a transição rápida das duas equipes e taticamente os dois clubes paulistas foram muito bem, talvez por isso o jogo tenha sido um pouco “chato”.

Em termos individuais, mesmo com Marinho sendo considerado o Melhor jogador da competição após a partida, tanto o camisa 11 do Santos, quanto Soteldo, não foram bem, por méritos do Palmeiras, que tinha até mais alternativas. Dos jogadores do Palmeiras, Rony foi o destaque.

Existiram apenas dois grandes momentos do embate paulista aconteceram no final do jogo. O primeiro, a expulsão sem muitas justificativas plausíveis do técnico Cuca, que após observar que a bola tinha saído de campo, se agachou para pegá-la, quando se deparou com o lateral palmeirense, Marcos Rocha, tentando tirar a bola de suas mãos, um lance que na gíria do futebol é considerado bobo, mesmo assim Cuca foi expulso.

O outro momento capital foi o gol do título. Breno Lopes que entrou no segundo tempo fez o gol de cabeça já no apagar das luzes no Maraca, passe magistral na bola esticada por Rony, um gol digno de final. Ademais, o jogo teve uma ou outra pequena chance para cada lado, agora o Verdão se prepara para o Mundial de Clubes da FIFA, enquanto o Peixe deve ser cumprimentado pela trajetória e pelo time de alta qualidade, o mais competente venceu, Palmeiras fez história, mesmo em uma final sem sal.

Mundial de Clubes da FIFA

Além de vencedor na final deste sábado e ter faturado um total de US$ 22,55 milhões em premiação (cerca de R$ 122 milhões na cotação do dia da final), o Palmeiras também irá disputar o Mundial de Clubes da FIFA. O Verdão estreará no dia 07 de fevereiro, ele enfrentará pela semifinal da competição o vencedor do confronto entre Tigres (MÉXICO) e Ulsan Hyundai (COREIA DO SUL), vale informar que o favorito ao título é Bayern Munchen (ALEMANHA), campeão da Europa, mas obviamente que o Palmeiras tem chances, afinal é o campeão da América.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here