Fotos: Equipe Positiva

O cumprimento dos 43 mandados de prisão e 48 de busca e apreensão realizados nesta quinta-feira (31), durante a Operação Aliado, não significa o encerramento do trabalho da Polícia Civil de Três Pontas.

As investigações continuam e estão sob sigilo e segredo de justiça. Por este motivo, a lista com os nomes dos 42 presos não será divulgada por enquanto. De acordo com o inspetor Gustavo Domingos, nenhuma lista com os nomes dos presos foi divulgada.

Os presos podem responder aos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico de drogas, lavagem de dinheiro, e corrupçao de menores, sem contar as qualificadoras, que alteram o patamar da pena mínima e a majorante.

Os suspeitos já tiveram bens bloqueados, mas a polícia ainda trabalha para tentar encontrar outros, já que integrantes desta quadrilha possuem veículos e imóveis e a suspeita de que tenham sido adquiridos com o dinheiro da venda de drogas. A polícia quer saber se Felipe de Paula Silva “Felipinho” construiu uma casa no bairro Santa Tereza com dinheiro do tráfico de drogas. É que Felipinho atua no comando do tráfico de drogas há mais de 10 anos, tinha o controle de várias “bocas” e aliciava pessoas e menores.

Foram cumpridos 48 mandados de busca e apreensão e 43 de prisão, sendo 42 pessoas foram presas, desde o início da manhã até o fim do dia. Ainda segundo Gustavo, outras pessoas podem ser alvos de investigação, o que pode gerar novas prisões, até a conclusão do inquérito policial. “Recebemos o reconhecimento da população de bem que nos aplaudiu em frente a Delegacia, resultado de extrema dedicação e integração com a Polícia Militar”, acrescentou.

A equipe da Polícia Civil irá iniciar nas escolas neste mês de junho, palestras de prevenção ao uso de drogas. Uma caminhada também está sendo programada com a participação de estudantes e dos moradores da cidade.

Pássaros são apreendidos e alvos são multados

Ao todo, 15 pássaros foram apreendidos em casas onde a Polícia Civil e Militar cumpriram os mandados. Foto: Divulgação PM

A Polícia Militar Ambiental de Varginha deslocou ao município de Três Pontas e realizou fiscalização em casas onde a Polícia Civil procurou pelos alvos da Operação Aliado. Foram vistoriados três planteis de aves mantidas em cativeiro irregularmente e também dois cadastros de criadores amadores de passeriformes. Os dados divulgados pela PM indica que foram apreendidos 15 pássaros silvestres como “Coleirinha”, “Trinca ferro” e “Tico Tico”, além de 15 gaiolas. Foram lavrados cinco multas que totalizam R$42.435, por manter em cativeiro animal silvestre sem autorização e por deixar de comunicar fuga e óbito de animais controlados. Por conta disso, três pessoas foram presas e lavrados os respectivos Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCO). A PM do Meio Ambiente também deu apoio a escolta dos presos realizada até o Presídio de Três Pontas.

COMPARTILHAR