Gabriela de Araújo Brito Pereira é enfermeira coordenadora do Centro Integrado de Assistência à Mulher e à Adolescente (CIAMA0 Maria Luiza de Mello Vicentini. A unidade funciona de 7h as 17h, com atendimento referência em ginecologia, mastologia e pré-natal de alto risco, de toda a microrregião. É realizado agendamento de exames como ultrasson, mamografia, pequenas cirurgias, cirurgias ginecológicas e mastologia, bem como o acompanhamento das mesmas.

Qual tema da campanha do como Outubro Rosa este ano?
Estamos oficialmente no Outubro Rosa e o Ministério da Saúde lançou a campanha, Saúde todo dia, pela conscientização do câncer de mama. A campanha tem como mote: cuidado com as mamas, carinho com seu corpo.

Haverá alguma ação ou atividade para comemorar a data em Três Pontas?
Infelizmente este ano devido à pandemia não podemos organizar nenhum evento presencial como gostaríamos. Porém, não podemos deixar esta data importante passar em branco. Cada unidade de saúde irá trabalhar a conscientização da campanha, de modo que não haja aglomeração. Trabalharemos individualmente com cada paciente atendido, assim como já fazemos o ano todo. Este mês com mais ênfase à campanha.
Estamos estudando a possibilidade de haver um dia voltado para as coletas de preventivos, a fim de buscar as mulheres que não realizam a coleta há anos. Porém, este evento terá que ser muito bem pensado e organizado para evitar qualquer tipo de aglomeração no CIAMA.

Diante da pandemia como está sendo realizado os atendimentos às mulheres?
No início da pandemia os atendimentos foram bem reduzidos no CIAMA, permanecendo somente as gestantes e as consultas mais urgentes de acompanhamento. Porém, há alguns meses retomamos os rastreios de câncer de mama e útero, ou seja, as coletas de preventivos e realização de mamografias de rastreamento. Afinal, não podemos deixar de lado o rastreamento, pois, é necessário diagnosticar o quanto antes, seja câncer de mama ou útero. Quanto mais cedo diagnosticar maiores as chances de cura.

A procura por exames e consultas diminuíram?
Diminuíram muito, cairam aproximadamente 50%. Muitas pessoas até hoje tem receio de comparecer à unidade de saúde. Aos poucos estamos retomando com a população os exames e consultas de rotina. No momento já estamos trabalhando com praticamente 90% dos atendimentos, claro seguindo o protocolo de medidas de prevenção.

O que é câncer de mama?
O câncer de mama é uma doença causada pela multiplicação desordenada de células da mama. Esse processo gera células anormais que se multiplicam, formando um tumor.
Há vários tipos de câncer de mama. Por isso, a doença pode evoluir de diferentes formas. Alguns tipos têm desenvolvimento rápido, enquanto outros crescem mais lentamente. Esses comportamentos distintos se devem a característica próprias de cada tumor. O câncer de mama também acomete homens, porém é raro, representando apenas 1% do total de casos da doença. Existe tratamento para câncer de mama, e o Ministério da Saúde oferece atendimento por meio do Sistema Único de Saúde (SUS).

Qual ou quais os sintomas mais frequentes de câncer de mama?
O câncer de mama pode ser percebido em fases iniciais, na maioria dos casos, por meio dos seguintes sinais e sintomas: nódulo (caroço), fixo e geralmente indolor: é a principal manifestação da doença, estando presente em cerca de 90% dos casos quando o câncer é percebido pela própria mulher. Pele da mama avermelhada, retraída ou parecida com casca de laranja. Alterações no bico do peito (mamilo); pequenos nódulos nas axilas ou no pescoço; saída espontânea de líquido anormal pelos mamilos.

Descoberto algum desses sinais, o que a paciente deve fazer?
Esses sinais e sintomas devem sempre ser investigados por um médico para que seja avaliado o risco de se tratar de câncer. É importante que as mulheres observem suas mamas sempre que se sentirem confortáveis para tal (seja no banho, no momento da troca de roupa ou em outra situação do cotidiano), sem técnica específica, valorizando a descoberta casual de pequenas alterações mamárias. Em caso de permanecerem as alterações, elas devem procurar logo os serviços de saúde para avaliação diagnóstica.
A postura atenta das mulheres em relação à saúde das mamas é fundamental para a detecção precoce do câncer da mama.

Qual a maior dificuldade ou medo que as mulheres enfrentam quando são diagnosticadas com câncer de mama?
Elas sentem medo, medo de morrer. Muitas desejam que a família não saiba.
Algumas mulheres escondem o diagnóstico. Já tivemos um caso em que a paciente se calou por meses, não procurou ajuda médica escondeu de toda família o diagnóstico de câncer de mama, negou tratamento e infelizmente foi à óbito.

Qual a estrutura que o sistema de saúde de Três Pontas oferece para as mulheres?
Três Pontas trabalha com prevenção. Prevenção é a base da saúde pública.
Contamos com coletas de exames de Papanicolau em todas as unidades de saúde e no CIAMA a fim de rastreio do câncer de colo de útero que infelizmente ainda mata muitas mulheres no país, e a mamografia de rastreio que é oferecida pela Secretaria Municipal de Saúde.

Como está a estrutura do CIAMA?
O CIAMA trabalha com dois profissionais mastologistas, que atendem toda a população com qualquer alteração ou queixa mamária, exames de mamografias de rastreamento podem ser solicitados pelas mulheres dentro da faixa etária tanto nas unidades básicas de saúde quanto no CIAMA. As mamografias com resultados alterados são triadas no CIAMA e realizada a busca ativa destas pacientes, a fim de não deixar nenhum caso sem o devido tratamento. O mesmo é feito com os exames de preventivos. Casos de baixa e média complexidade são tratados no nosso município e casos de alta complexidade são referenciados.

Considerações finais.
Não posso deixar de lembrar que a campanha do Outubro Rosa traz à tona não só os cuidados com as mamas, mas sim com nosso corpo como um todo.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here