A Secretaria Municipal de Saúde criou uma área para atender aos pacientes com sintomas do Coronavírus, anexa ao Pronto Atendimento Municipal (PAM). É a mesma que foi utilizada na epidemia de Dengue em Três Pontas. De acordo com a coordenadora geral do PAM, Cintia Scalioni, esta área de isolamento já está pronta.

O médico chefe do PAM Dr. Lucas Erbst, afirmou que as atenções estão voltadas a precaução desde a confirmação dos primeiros casos de Coronavírus no Brasil. Ao chegar algum paciente suspeito, ele será encaminhado rapidamente para o consultório, evitando um grande contato com outros pacientes. O Pronto Atendimento continua de portas abertas para receber a todos, mas a orientação é que a avaliação inicial é sempre realizada nos postos de saúde, até para evitar aglomerações no PAM. Segundo ele, epidemiologicamente cerca de 80% dos casos vão ser sintomas de leves. “Temos orientado as pessoas que tem os sintomas iniciais gripais nesse primeiro momento que o vírus não circula ainda, ficar em casa sem muito contato, principalmente, com idosos e crianças, fazendo um isolamento domiciliar. Em casos mais graves, principalmente por falta de ar, dificuldade respiratória, vamos estar fazendo os protocolos necessários para o atendimento”, orientou o médico. Ele reforça que as pessoas só procurem o PAM em casos mais graves, porque o principal foco de contaminação de qualquer município é o procedimento, é aonde as pessoas têm o livre acesso e a demanda é muito grande. Em casos mais leves, os cuidados são os mesmos de um resfriado comum, como repouso e boa alimentação, para que o sistema imunológico trabalhe bem.

Dr. Lucas orienta procedimentos de pacientes

Dr. Lucas reintera que a maioria dos pacientes não vai precisar de intervenção médica e terão acompanhamento na unidade de saúde com o enfermeiro e médico. Nos casos mais graves, o indicado é o PAM que vai encaminhar para internação no Hospital São Francisco de Assis, após analisados os critérios e protocolos.

No isolamento em casa, as pessoas com sintomas devem ficar preferencialmente em um quarto com banheiro próprio para ele, fazer higienização constante de mãos e higienização constante de locais metálicos, superfícies onde podem se encontrar o vírus ou outras pessoas podem encostar. As medicações antitérmicas e sintomáticas e alimentação e hidratação são recomendados para que o sistema imunológico possua capacidade para produzir anticorpos.

O exame só será feito para quem tiver casos graves para confirmar o caso. Não existe exame para todo mundo, em lugar nenhum, conforme já anunciou o Ministério da Saúde.

A secretária de Saúde Teresa Cristina Rabelo Correa, pede que a população colabore neste momento para se evitar uma crise. Ela espera que a população responda ao chamado, pois somente assim será possível passar quase que ileso por esta pandemia que está mexendo com o mundo inteiro.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here