Jovem de Três Pontas ocupou este ano, a cadeira do Legislativo de Minas Gerais, o que nunca tinha ocorrido antes

O ano de 2018 terminou na Escola do Legislativo “Professora Maria Rogéria de Mesquita”. O Parlamento Jovem da Câmara Municipal de Três Pontas, realizou nesta quinta-feira (25), a cerimonia de encerramento e entrega dos certificados e levou ao Plenário Presidente Tancredo Neves os cerca de 40 jovens do ensino médio e do nono ano do ensino fundamental II, das escolas públicas e particulares. Eles debateram este ano como tema a “Violência contra a Mulher”.

O PJ certificou aos parceiros que ajudaram nos trabalhos com palestras, nas pesquisas, nas discussões, debates, elaborações e deliberações sobre propostas de alterações e de novas leis relacionado ao tema “Violência contra a Mulher”, tema debatido durante este ano.

Ocuparam as cadeiras reservadas aos convidados nas bancadas, as servidoras do Centro de Referência Especializado de Assistência Social  (CREAS) Luciana Silva Bárbara e Lara Elisa de Brito Moreno, a presidente do Conselho Municipal  dos Diretos Humanos Tatiana Liló, o presidente da Câmara Municipal de Guapé Celso Oliveira Freitas, a Cabo PM Michele Alves Carvalho, o diretor do IPREV Luciano Reis Diniz, a ex vereadora Valéria Evangelista Oliveira e os representantes da imprensa- dos sites de notícias da cidade Denis Pereira (Equipe Positiva), Arlene Brito (Sintonize Aqui) e Roger Campos (Conexão Três Pontas). Nenhum vereador da Casa participou da cerimônia.

A mesa principal foi ocupada pelo prefeito Marcelo Chaves Garcia (MDB), o procurador geral da Câmara Dr. Guilherme Ribeiro de Oliveira e o vereador, secretário da Mesa Diretora e Presidente da Escola do Legislativo Maycon Douglas Vitor Machado (PDT).

Ao abrir a cerimônia solene, Maycon destacou a importância de ter o Plenário cheio. Professores, representantes das escolas e familiares prestigiaram o Parlamento Jovem. Ele comentou sobre a importância de Três Pontas no PJ deste ano na etapa estadual e não escondeu a satisfação de dar prosseguimento neste projeto, trazido pela ex vereadora Valéria Evangelista. “Você me deixou esta carga positiva”, disse o presidente a sua antecessora.

Autoridades receberam dos estudantes do PJ, as propostas que foram elaboradas por eles

Valerinha criou uma relação tão positiva com os jovens que os que participaram com ela nos primeiros anos, se tornaram monitores e mesmo aqueles que já completaram idade, continuam, agora como parceiros. Ela por sua vez, disse que trouxe o Parlamento Jovem para Três Pontas, por acreditar na força da juventude e com o objetivo de preparar as próximas gerações – bons cidadãos e melhores políticos. Ela afirmou que o PJ já tem raízes profundas no Município e defendeu que o Poder Legislativo a qual integrou entre 2013-2016 e disse que a população precisa estar atenta a ele, pois é dali que saem as decisões que influenciam na vida das pessoas. Por fim, terminou dizendo que fica triste ao ver pessoas que são contrárias a este projeto e que mesmo ao longo deste tempo, Maycon ainda enfrente barreiras, mas, pediu que ele não desista.

A Câmara  Municipal de Guapé (MG) trabalha para implantar o PJ na cidade. O presidente Celso Freitas disse que está lutando desde outubro do ano passado para viabilizar o Parlamento e que precisa da colaboração de pessoas como Valerinha. Ele se disse encantado com tanta gente prestigiando a cerimônia de entrega dos certificados.

As duas jovens que se estiveram em Belo Horizonte na etapa estadual, também usaram a Tribuna. Alanis Sacho Campos falou da emoção e satisfação em participar da Plenária em Belo Horizonte.

Já Laura Helena Pessi que foi a primeira trespontana a ocupar a cadeira da presidência da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), disse que se sente orgulhosa, mas espera que outros jovens tenham esta oportunidade. Ela destacou de forma clara, os avanços que as mulheres obtiveram ao longo dos anos e trouxe números da violência contra elas que preocupam.

A presença do prefeito Marcelo Chaves foi destacada. Ele recebeu todas as propostas que foram elaboradas pelo jovens de Três Pontas na etapa municipal do Parlamento. Depois de ouvir as jovens do projeto, o Chefe do Executivo demonstrou satisfação em saber que existem jovens na cidade que buscam fazer a diferença. Ele aproveitou para convidar os jovens para uma reunião do projeto Cidade Limpa que vai acontecer no dia 20 de novembro, no Anfiteatro Francisco Galvão de Paula, o antigo IBC, onde será destacado a importância das pessoas em manter a cidade limpa, fazendo a separação dos resíduos.

Após as falas breves dos convidados e parceiros, os certificados de conclusão e de parceiros foram entregues pelo presidente da Escola Maycon Machado, o diretor Dr. Guilherme Ribeiro  e o prefeito Marcelo Chaves.

Representantes dos sites de notícias da cidade receberam certificado de parceiros

Parlamento Jovem

As oficinas do Parlamento Jovem Minas de Três Pontas começaram no início de março, quando os jovens tiveram palestras sobe cidadania e formação política e posteriormente a estas oficinas, os jovens tiveram outras palestrras já ligadas ao tema de 2018.

As oficinas foram realizadas pelos coordenadores do PJ de Três Pontas e pelos parceiros. Ao todo foram 32 oficinas e nelas os estudantes pesquisaram, participaram de palestras, assistiram vídeos, discutira, debateram e por fim definiram as propostas. Elas passaram pelo primeiro filtro quando dos estudos nos Grupos de Trabalho Municipal e na Plenária Municipal, realizada em julho. Já no mês de agosto todas as propostas das sete cidades do pólo, passaram pelo segundo filtro nos estudos nos Grupo de Trabalho na Unifal – Campos Varginha, realizada em 03 de agosto de na Plenária Regional realizada na Câmara Municipal de Três Corações, em 15 de agosto, encerrando a etapa regional.

Após a fase regional, os jovens de todos os lugares de Minas se encontraram na Etapa Estadual, tabalhando nos Grupos de Trabalho nas dependência da Escola do Legislativo da Assembleia nos dias 19 e 20 de setembro e trabalhando na Plenária Estadual, que foi realizada no Plenário principal da ALMG em 21 de setembro. Nela foram escolhidas as principais propostas pelos jovens estudantes, que fizeram parte de um documento final, que foi entregue à Comissão de Participação Popular da Assembleia, para possível alteração de atuais leis ou gerar novas leis sobre o assunto estudado.

O Parlamento Jovem é um projeto de iniciativa da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, com a PUC-Minas, por meio de sua Escola do Legislativo, realizada em parceria com diversas câmaras municipais e existe desde 2004, portando está completando 15 anos.

O PJ é um programa apartidária, de formação política e cidadã, voltado aos estudantes do ensino médio dos municípios mineiro, o qual cria a oportunidade de conhecer melhor a política e os instrumentos de participação cidadã no Poder Legislativo municipal e estadual.

A cada ano, os jovens escolhem um tema de relevância social e vivenciam atividades de estudo, debates e deliberação que contribuem poara sua formação política e cidadã.

Em Três Pontas, o Parlamento começou em 2015, quando os jovens trabalharam o tema “Segurança Pública e Direitos Humanos”; em 2016 o tema foi “Mobilidade Urbana, em 2017 “Educação política nas escolas” e este ano “Violência contra a Mulher”, foi enfatizada nos subtemas – 1 Violência doméstica e familiar; 2 violência nos espaços institucionais de poder; 3 violência e assédio sexual.

Para a edição de 2019, o tema será “Preconceito Racial”. Ele foi escolhido pelos jovens estudantes de toda Minas Gerais dentro da etapa estadual, realizada na Assembleia Legislativa no final do mês de setembro.

O tema “Preconceito Racial”, saiu das priorizações do pólo de Três Pontas, o Polo Sul de Minas III, que é composto por sete cidades – Alfenas, Lavras, Nepomuceno, Três Corações, Três Pontas, Santana da Vargem e Varginha; tema que posteriormente foi escolhido na etapa estadual em Belo Horizonte.

COMPARTILHAR

Comentários