*O pré candidato a prefeito pelo Cidadania, reuniu presidentes de partidos e anunciou que Geraldo José de Paiva, o “Geraldo da Caixa” é o nome indicado que será votado nas convenções 

O pré candidato a prefeito de Três Pontas, Paulo Luis Rabello (Cidadania), reuniu na noite desta quinta-feira (03), presidentes de partidos políticos que irão formar uma coligação em torno de seu nome na disputa à Prefeitura nas Eleições de 2020 e a imprensa. Ele acabou com as especulações que havia em torno da escolha do nome de seu pré candidato a vice e anunciou a indicação de Geraldo José de Paiva, popularmente conhecido como Geraldo da “Caixa”, filiado ao DEM. O nome dele passará por votação dos correligionários, nas convenções partidárias que serão realizadas na próxima segunda-feira, dia 07 de setembro.

Geraldo da “Caixa”, é o nome indicado por pesquisas e apresentado aos correligionários. Foto: Divulgação

O encontro teve a presença de 6 dos 7 presidentes: José Rodrigo Ferreira do Avante, Geraldo Alves Lopes do Partido Liberal (PL), Daniel Bedani do Couto (Democratas – DEM), Ney Antônio de Mendonça do Patriota e Sérgio Vitor Nogueira do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB). Paulo Luis é o presidente do Cidadania. Não participou, Séfora Fagundes, presidente do Partido Social Liberal (PSL), que estava retornando de viagem a Brasília.

José Rodrigo do Avante, Geraldinho do PL, Daniel Bedani do DEM, Paulo Luis do Cidadania, Ney Antônio do Patriota e Sérgio Nogueira do PTB

Paulo Luis falou com os correligionários e explicou que a escolha da chapa será feita de forma democrática, inclusive seu nome. Sobre Geraldo, Paulo Luis afirmou sua dedicação de tantos anos como funcionário da Caixa Econômica Federal e experiência que ele pode levar para a Administração pública. Todos os convênios com o Governo Federal passam pela Caixa e Geraldo, tem condições de auxiliar nesse tipo de operação, por ter bom relacionamento na instituição.

Segundo Paulo Luis, foram feitas quatro pesquisas e em três delas o nome dele apareceu em primeiro. Todos os nomes pesquisados foram autorizados e ele agradeceu a cada um sem citar quem são, mas enfatizou Roberto Júnior que é um jovem que admira, a exemplo de seu pai, o vereador Roberto Cardoso.

Em seguida a sua fala, Paulo Luis respondeu várias perguntas em uma entrevista concedida ao repórter da Equipe Positiva Denis Pereira ” A Voz da Notícia”, que representou também o Jornal Correio Trespontano.

 

Paulo Luís, você já participou de quatro eleições como candidato a prefeito e venceu em duas. Quais os motivos o levaram a disputar um novo pleito?

Eu até não iria disputar a Eleição, mas eu fui obrigado a concorrer por não concordar com esta Administração, da forma como está sendo administrada Três Pontas. A verdade é uma só, não está sendo feito é nada. Está sendo feito um asfalto para o Pontalete que está desmanchando. Teve um caminhão lá hoje que simplesmente derreteu o asfalto e tiveram reformar correndo. Se não fosse esta indignação que eu tenho eu não seria candidato. O povo está clamando e a gente tem que atender. Eu passo nas ruas e o povo me pede que eu seja candidato. A saúde está uma lastima. Existem pessoas que dizem que está muito bom. Essas não devem usar o SUS, não devem buscar remédios na Farmacinha, não vão ao Pronto Atendimento. As que estão satisfeitas com a saúde pública, tem planos de saúde e ou algum convênio. Agora, é muito fácil fazer o que estão fazendo, colhendo o que eu plantei, o que a nossa Administração plantou. Este é o fruto que nós deixamos. Mas eu não vejo hoje outro motivo para ser candidato se não for este, a minha indignação de que o povo está sofrendo. É muito difícil ver a situação que certas pessoas passam, ir as unidades básicas de saúde o seu atestado e depois ter que ir na farmácia. Perguntem aos farmacêuticos da cidade como está a situação aqui. Agora, no período eleitoral se faz milagre em Três Pontas. De onde está aparecendo o dinheiro? Guardaram onde? Igual eu disse em uma live anteriormente, o gato comeu ou o rato engordou? Existe uma coisa muito estranha no ar. Não sei hoje, mas um dia desses, não havia fita para fazer exame. Não sei hoje, mas a alguns dias as pessoas tinham que comprar. Remédio para pressão, mesmo de uso contínuo, não estavam encontrando. Esta é a nossa preocupação.

Há poucos dias foi anunciado que havia a possibilidade do seu pré candidato a vice ser Roberto Júnior, filho do vereador Robertinho. Agora você afirma que de 4 pesquisas, o nome de Geraldo apareceu em 3 em primeiro. Porque então foi divulgado a possibilidade de Roberto ser o vice?

O Roberto Júnior é um jovem de 26 anos e as pessoas clamam por jovens. É necessário que os jovens participem da política, mas eu achei e as pessoas devem ter achado na pesquisa, que ele é muito jovem. Por esta razão, ele não deve ter saído em primeiro lugar. Eu acredito nisto, mas agradeço muito ao Júnior por ter emprestado seu nome. Como também ao Robertinho, que é um parceiro de primeira hora e um grande escudeiro, que eu agradeço pela sua lealdade.

No fim de semana, você recompartilhou em uma rede social sua, uma foto postada pelo deputado estadual Mário Henrique “Caixa”, de quando você era prefeito, fazendo elogios a sua gestão.  Dizem que o deputado ficou insatisfeito por não ter indicado o vice na chapa adversária. Vocês tiveram alguma conversa para ele apoiá-lo?

Eu não tive conversa nenhuma com o Caixa. Eu soube que houve um acordo e que o Caixa foi traído. Ficou acertado que o deputado indicaria o vice para o candidato adversário, mas infelizmente a gestão atual traiu a confiança do Caixa. E é muito feio trair as pessoas. Ele não devia ter feito isto. Isto mostra o caráter da pessoa. A pessoa tem que ter palavra, porque quem não tem palavra não é honesto. Por esta razão, que acho que as pessoas precisam cumprir com sua palavra. E o Caixa sempre cumpriu sua palavra comigo. Vários e vários recursos vieram através de emendas dele. Tanto é que no Centro Cultural foi inaugurada nesta gestão, uma obra que foi concretizada na gestão anterior. Como também no Ginásio Coberto, que foi uma obra em que o Caixa mandou os recursos. Acho que o Caixa está magoado. Agradeço as palavras elogiosas à minha pessoa. E não é a primeira vez que ele me elogia. Foi assim na campanha para deputado, quando me procuraram para ser candidato a deputado estadual e eu disse que não sairia para não atrapalhá-lo. Três Pontas não cabe dois candidatos a deputado.

Você aceitaria o apoio do deputado Caixa?

A minha candidatura sempre esteve aberta a todos aqueles que queiram me apoiar.

Tudo indica que teremos duas candidaturas em Três Pontas: situação e oposição. Pelo jeito, dificilmente haverá uma terceira via. Qual sua opinião a respeito?

Nós não sabemos ainda ser teremos a terceira via, porque o registro de candidatura pode ser feito até dia 16 e há alguns partidos se movimentando. Eu nem sei se o Caixa tem interesse em lançar candidato pelo Partido Verde. Se tiver dois candidatos, vamos partir para a briga, vamos partir para a luta, com armas onde as pessoas possam se defender. Onde qualquer ataque tem o contraditório, onde as pessoas tenham o respeito, ainda mais pelas famílias. Não dá forma que certas pessoas estão atacando a moral dos outros no facebook. Isto não cabe mais em Três Pontas. É por esta razão que temos que unir em prol de uma cidade melhor.

Você tem como adversário político duas pessoas que estiveram ao seu lado. O vereador Luisinho, que permaneceu anos em seu partido e hoje é vice do seu opositor. O vereador Érik dos Reis foi seu vice prefeito e não está em um partido que apóia a sua pré candidatura. Você tem algum ressentimento deles? Ficou alguma mágoa?

Em absoluto. É como o Luis Carlos falou em uma entrevista, ele estava em um partidinho, muito pequeno e ele pretendia alçar vôos mais maiores. Que ele alce vôos bem altos, mas que ele não caia, para voltar para o partidinho. Mas é um partidinho onde as pessoas são leais, que não dão facadas nas costas de ninguém, são de pessoas de bem. Quanto ao meu ex vice Érik, ele estava no PSDB e foi para o PDT e é direito dele. Espero que o Érik seja vitorioso, eu torço por ele. Ele é inteligente, merece a confiança, tanto é que teve minha durante quatro anos. Não ficou ressentimento nenhum em relação ao Érik e nem do Luisinho. Não torço pelo Luisinho porque questões óbvias. Quero que ele chegue até a deputado. Mas eu fiquei sabendo que ele [Luisinho] havia saído do partido depois. Pode ficar tranquilo que não haverá nenhuma retaliação caso eu seja eleito amanhã.

Esta será uma campanha onde os candidatos vão explorar muito as redes sociais. Como o pré-candidato analisa a campanha eleitoral na era das redes sociais. O que você espera das campanhas em relação as faknews?

Se acontecer fakenews, é preciso que seja acionada a justiça. Fakenews são usadas só por pessoas de mal caráter e aqui em Três Pontas tem muitas pessoas assim. Sempre quando eu posto alguma coisa, sempre aparecer uns. Como ocorreu na campanha anterior, existem várias pessoas que ressuscitaram depois de quatro anos. Tem uma pessoa ai, que nada fez por Três Pontas, que sempre aparece para criticar. Esta pessoa nunca fez nada, sempre viveu as custas e na sombra de políticos, sempre prejudicou o desenvolvimento do município. Se existe retrocesso em Três Pontas, esta pessoa é a culpada, porque só serve para causar intriga, não soma nada para ninguém, apenas para o seu bolso. Só quer o seu cargo e agora só fica no facebook falando besteira. Vamos somar, unir as mãos e trazer projetos para Três Pontas. Vamos deixar entrar na cidade outras faculdades. É necessário que venham outras faculdades, de veterinária, de agronomia. Nós somos uma cidade agrícola, mas tem pessoas que não deixam porque se não podem perder o poder. Não desmerecendo Campos Gerais, mais lá tem uma faculdade de enfermagem. Vamos gerar emprego, mas não de mentira. Vamos parar de prometer que vão trazer fábrica de helicóptero para cá. O povo não é mais bobo. Tem pessoas com tanto ódio no coração, que babam veneno.

COMPARTILHAR

2 Comentários

  1. Gostaria de parabenizar Paulo Luiz pela belíssima escolha e parabenizar o Geraldo da caixa por ter aceitado o convite,pois quanto mais forte,mas força teremos pra vencer a batalha.

  2. O povo precisa ter consciência e não cair na armadilha conforme nas eleições passadas,nossa cidade merece,respeito,seriedade,por esse motivo que estou com o pré candidato a prefeito Paulo Luiz e Geraldo da caixa, duas pessoas sinceras e objetivas e que são merecedora do voto do povo trespontano,chega de mentira de deputados oportunistas que ficam iludindo o “povo”pra manter no poder,precisamos valorizar mais os que estão próximos de nós,precisamos eleger pessoas íntegras que se preocupa com o cidadão trespontano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here