A Polícia Civil investiga um roubo realizado na noite do último domingo (19), de 60 sacas de café, de uma propriedade rural, localizada entre Três Pontas e Varginha.

De acordo a Polícia Militar, o caseiro da propriedade, contou que estava com sua esposa em casa, quando por volta das 23 horas, ouviu os latidos dos cachorros, saiu do lado de fora, mas não viu nada de errado. De repente, um homem arrombou a porta da sala, tomou os chips dos aparelhos celulares do casal e quebrou o interfone.

As vítimas perceberam que havia outros dois comparsas do lado de fora. O bandido que rendeu o casal, mandou que um deles fosse até o galpão, onde estaria outro criminoso e descesse com o caminhão. O veículo estava carregado com aproximadamente 60 sacas de café a granel.

Depois de um tempo, o criminoso que estava na fazenda, ligou para os comparsas e com o telefone no viva-voz, o homem que estava no outro lado da linha perguntou se era para colocar fogo no caminhão. Este mandou que não, que ele deveria trazer o veículo novamente para a propriedade, pois eles queriam apenas o café.

O caseiro informou que os assaltantes estavam armados com revólveres, encapuzados com touca ninja e que fizeram ameaças de morte, caso o casal chamasse a polícia. Eles foram embora em seguida. O caminhão foi deixado vazio no local, com um dos vidros quebrado.

O casal alega que por volta das 2:00 horas da manhã, eles foram até a rodovia MG 167, tentar parar alguém que passasse, mas não conseguiram. Como estavam a pé, não quiseram ir a nenhuma casa de um vizinho. A Polícia Militar foi chamada somente na manhãzinha do dia seguinte, depois que outros funcionários da fazenda chegaram.

Quando a PM chegou encontrou o portão da propriedade fora do lugar, cortaram o sinal de internet e das câmeras de segurança.

A Perícia da Polícia Civil esteve no local. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil de Três Pontas.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here