O suspeito foi preso e levado para a Delegacia de Polícia Civil

 

A Polícia Civil prendeu durante a Operação “Exibicionismo”, um homem de 42 anos no fim da tarde desta sexta-feira (29), no bairro Catumbi em Três Pontas. Ele é acusado de importunar e ameaçar mulheres através de mensagens e ligações telefônicas.

A polícia cumpriu um mandado de busca e apreensão na casa do suspeito, que fica na Rua Barão da Boa Esperança, depois que pelo menos quatro mulheres denunciaram que o homem, enviava mensagens através por whatsapp querendo manter relações sexuais com elas e diante da recusa, ele as ameaçava, descobria o endereço delas, inclusive de menores de idade e as perseguia na rua. A Polícia Civil suspeita que outras mulheres tenham sido vítima do rapaz, mas que não quiseram denunciar o caso. Desde então, o caso está sendo investigado e usando técnicas de investigação da Polícia Civil o suspeito foi identificado.

Vítimas eram ameaçadas e recebia imagens do acusado

Em 2015, uma mulher era importunada e registrou na polícia, que trabalhava em uma farmácia no Centro, quando um homem foi ao estabelecimento dizendo porque ela havia mudado o caminho que fazia para ir trabalhar. Isto teria acontecido porque a bicicleta que utilizada para ir trabalhar havia furado o pneu e como estava indo a pé, fazia outro trajeto. O homem a procurou uma semana depois. Em 2018, as importunações voltaram a ocorrer. Ele encaminhava à ela foto do seu órgão genital. Quando ela bloqueava, ele mandava mensagens de outros números e a ligava. Ele se passava por cliente dela, que era manicure.

No mês passado, ela voltou a ficar na mira do acusado. Ele a ligou dizendo que a observava todos os dias. Em uma das ligações de vídeo, o rapaz dizia que a conhecia e estava se masturbando.

Uma menor de idade, procurou a Delegacia acompanhada de um advogado, em fevereiro do ano passado, e relatou que passou a receber ligações de um número em que um rapaz dizia que se ela não ficasse com ele, iria se arrepender e que iria a seguir na rua. No momento que estavafalando o acusado dissse que estava se masturbando. Ele também tentou fazer chamadas de vídeos e diante da recusa, falava do seu ex-namorado e enviava fotos obscenas de seu órgão genital.

Em maio do ano passado, outra jovem denunciou à polícia que um homem desconhecido mandou uma mensagem dando detalhes de como seria a relação sexual entre os dois e mandou uma foto íntima dele. A vítima respondeu, dizendo que iria na Delegacia. Dois dias depois, ele a ligou dizendo que a conhecia, que iria a pegar a rua e ameaçou estuprá-la.

Acusado trocava de número quando era bloqueado

Durante as investigações, a Polícia Civil concluiu que o perfil das vítimas são mulheres aparentemente menores de idade e até 20 anos. O investigado fazia ligações telefônicas e de vídeo. Quando as vítimas bloqueavam o rapaz, ele adquiria outros números para continuar a importuná-las. Os investigadores conseguiram identificar o acusado e seu endereço e a Polícia Civil solicitou à justiça um mandado de busca e apreensão, cumprido nesta sexta-feira.

O aparelho celular foi apreendido

No aparelho celular dele, foram encontrados vídeos e fotos eróticas de pessoas aparentando serem menores de idade. O celular será encaminhado a Perícia técnica, a fim de recuperar algum material que possivelmente tenha sido deletado.

Ele recebeu voz de prisão e foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de Três Pontas. A suspeita é que outras pessoas tenham sido vítimas do rapaz e ainda podem denunciá-lo,m basta procurar a Delegacia. Por isto, foram divulgados os seis números de telefones utilizados por ele: 99754-9303, 98859-2364, 99987-2353, 99704-3513, 99879-7576, 99760-0396.

O suspeito foi ouvido e por se tratar de um crime afiançável, pagou R$2 mil de fiança, foi liberado e vai responder o inquérito inicialmente em liberdade.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here