Fotos: Arquivo Equipe Positiva

 

A Polícia Civil fechou o ano de 2019 com um saldo positivo em Três Pontas, mesmo com uma equipe reduzida, a seis investigadores, dois escrivães e apenas um delegado de polícia, o resultado apresentado pela instituição é extremamente satisfatório e reconhecido pela população, por órgãos e instituições.

O barulho das sirenes das viaturas de manhãzinha, demonstrou em vários dias que a Polícia Civil estava nas ruas em operação. Ou a qualquer hora do dia ou da noite, a chegada da equipe da civil na Delegacia que fica na Praça Tristão Nogueira, chamou a atenção da cidade inteira.

Um dos grandes focos do trabalho, foi o combate ao tráfico de drogas, que incomoda a sociedade e é raiz para o cometimento de vários outros delitos, como o furto e o roubo. No caso de furtos de celulares por exemplo, a Operação Fim da Linha recuperou e devolveu aos donos 21 aparelhos.

A mega operação batizada de “Aliado”, mudou a rotina da cidade em uma manhãzinha do mês de maio. Com um forte aparato, com armamento pesado, cães farejadores e a aeronave Carcará, 200 policiais de Três Pontas e região, cumpriram quase 50 mandados de busca e apreensão e prisões e colocou gente ‘grande’ e influente atrás das grades, membros de duas quadrilhas, responsáveis pelo tráfico na cidade e atuavam em conjunto.

O sumiço de 25 mil sacas de cafés, em um Armazém da cidade em fevereiro, que provocou um prejuízo de R$10 milhões a produtores rurais, fez com que a Polícia Civil e a Receita Federal, descobrissem um rombo bilionário de R$1,5 bilhão em sonegação de impostos, nos últimos quatro anos. Em agosto, na Operação Ouro Verde, 15 mandados de busca e apreensão em Três Pontas, Varginha e Machado. As investigações ainda estão em andamento.

Por outro lado, a PC investiu na prevenção, realizando palestras em diversas escolas para estudantes, tratando de temas como a prevenção a furtos, mas também sobre o uso da internet. Também se aproximou da comunidade ao realizar uma blitz, que presenteou mulheres com flores, em comemoração ao Dia Internacional da Mulher. Junto ao mimo, foram distribuídos também um folder com dicas sobre a Lei Maria da Penha.

Os números de 2019
A Polícia Civil registrou nos últimos 12 meses, um total de 1.538 ocorrências de atendimento ao público, 155 ocorrências de crimes e prendeu somente em operações 110 pessoas, sendo 152 autos de prisões em flagrantes realizados e 290 inquéritos enviados à Justiça. Treze veículos foram apreendidos por serem utilizados em crimes.
O desempenho policial nas operações Aliado e Ouro Verde, receberam do Ministério Público e do 6º Departamento da Polícia de Lavras notas de elogios. Pelo evento do Dia Internacional da Mulher, o reconhecimento veio da Câmara Municipal.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here