A Polícia Civil devolveu na manhã desta terça-feira (27), à uma dona de casa, uma máquina de lavar que havia sido levada de sua residência no bairro Vivendas do Bosque, em Três Pontas.

A máquina foi encontrada no imóvel de um rapaz de 37 anos, alvo de uma operação na última semana. Os policiais civis cumpriram o mandado de manhã e depois que o caso foi divulgado, ela procurou a Delegacia de Polícia informando que seu ex-marido, que já faleceu, tinha levado a máquina de sua casa e vendido para o investigado. A mulher apresentou a nota fiscal, disse que pagou R$1,3 mil e que inclusive ainda está pagando as prestações.

Os policiais civis retornaram ao imóvel e apreenderam a máquina. A esposa do suspeito de receptação admitiu que o marido adquiriu do ex marido da vítima por R$100. O suspeito que havia sido preso de manhã, pagou fiança de R$5 mil e não foi mais encontrado.

A mulher ficou grata pelo trabalho da Polícia Civil, agradeceu a todos eles que se empenharam, mas não quis gravar entrevista. De acordo com o delegado Gustavo Gomes, é importante que a polícia divulge seu trabalho. Com o cruzamento das informações que chegaram permitiram que mesmo após o cumprimento do mandado de manhã, os policiais conseguiram localizar mais produtos de crimes, porque houve o cruzamento de informações que chegaram de moradores. “A Polícia Civil trabalha com informações sigilosas por isto, a recomendação é que as pessoas façam denúncias. Todas elas são apuradas pelo nossa equipe”, afirmou Gustavo Gomes.

Segundo o investigador Rodrigo Silva, o trabalho da polícia civil não é mensurado pelo valor do patrimônio restituído, mas, sim, pela satisfação de ver a vítima recebendo seu patrimônio de volta. Seja ele qual for o valor, há empenho e dedicação para que se devolva às vítimas aquilo que lhe são de direito.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here