Os prefeitos de Coqueiral e Três Pontas, Rossano e Marcelo, o deputado Diego e os prefeitos de Ilicínea Edvaldo, Santana da Vargem Renato e Hideraldo de Boa Esperança

 

O prefeito de Três Pontas Marcelo Chaves Garcia (MDB) tem trabalhado para fortalecer os vínculos entre os municípios da microrregião de saúde e a Santa Casa de Misericórdia do Hospital São Francisco de Assis. A sua preocupação tem sido constante, desde que assumiu a Administração em mostrar para seus colegas gestores da região, da importância de ser ter uma Santa Casa funcionando, atendendo bem os pacientes sem a preocupação que vira e mexe ronda a instituição de fechar as portas. Três Pontas é referência para Santana da Vargem, Coqueiral, Boa Esperança e Ilicínea.

O prefeito Marcelo Chaves fez uma reunião individual com cada um dos gestores destas localidades e demonstrou a eles a necessidade de fortalecer a microrregião e a Santa Casa através da união para conseguir recursos financeiros, que é claro, é fundamental para cada uma das cidades. Muitas vezes, as transferências para as prefeituras são normalizadas, mas para o Hospital não. Por isto, o Chefe do Executivo trespontano pregou e pediu a eles: união.

Marcelo mostrou que quando o Governo de Minas Gerais falha, deixando de repassar ou atrasando os recursos, a eminência de um possível fechamento da Santa Casa volta a tirar o sono de muita gente. Na lista das preocupações está manter o neurocirurgião, profissional raro e tê-lo nos quadros da Santa Casa é muito difícil. “Me encontrei com eles para mostrar que a Santa Casa é de todos , é gerida pela Irmandade, mas segue as determinações do Sistema Único de Saúde (SUS). O Pronto Atendimento Municipal (PAM) é porta de entrada de pacientes trespontanos e da região e é também a Prefeitura de Três Pontas quem banca todas as despesas.

Na última reunião, o prefeito Marcelo Chaves propôs aos colegas buscar emendas conjuntas e evitando que aqueles que estejam com a documentação irregular percam recursos. Todas as emendas destinadas para o Município de Três Pontas, acabam beneficiando e favorecendo a região inteira. Elas chegam via Fundo Municipal de Saúde ou diretamente para o Hospital que atende toda a microrregião.

Três Pontas não perdeu nenhum recurso desde o início desta gestão. Com algumas das emendas, foi possível inclusive quase zerar filas de exames de pacientes que são de Santana da Vargem e Coqueiral, mas na análise do prefeito Marcelo Chaves, é preciso que todos colaborem.

Na última semana, estes gestores, de Três Pontas, Santana da Vargem, Coqueiral, Boa Esperança e Ilicínea – Marcelo Chaves, Renato Teodoro, Rossano de Oliveira, Hideraldo Henrique e Edvaldo Belinelli respectivamente, se encontraram em Brasília com o deputado federal Diego Andrade (PSD-MG), que é líder da bancada mineira no Congresso. Ele juntamente com o deputado estadual Mário Henrique “Caixa” (PV), estão alinhados para abrirem portas em Belo Horizonte e em Brasília. Caixa não pode conversar com os prefeitos por conta de sua agenda profissional, mas está junto e dispôs a ajudar além de seus conterrâneos, mas também os moradores de onde obteve votação bastante expressiva. Marcelo explica que ambos os legisladores, precisam ter os dividendos políticos, apesar de que eles com certeza chegarão, pois está claro quem realmente está presente e ajudando o desenvolvimento da região. Ambos irão destinar suas emendas para atender demandas da microrregião de saúde. Com dinheiro se fortalece a Santa Casa que garante um atendimento mais próximo, mais rápido, eficaz e com um custo também menor.

A ideia é que as emendas sejam destinadas via Fundo Municipal de Saúde de Três Pontas e a cidade, como é a sede da microrregião distribuiria para atender as demais, com a gerência da secretária de Saúde Teresa Cristina Rabelo Corrêa. Claro que toda verba obriga qualquer município ou instituição a fazer uma minuciosa prestação de contas, com pena de ficar inadimplente e não receber outros recursos públicos.

Já tem alguns sendo utilizados em algumas especialidades médicas de forma conjunta. “Tudo que é destinado por qualquer um parlamentar para a Santa Casa que passa pela Prefeitura é entregue”, justifica. Via Fundo ou diretamente para o Hospital, o deputado Diego Andrade soma de 2017 até hoje, mais de R$4 milhões. “ A população precisa entender a importância dos nossos deputados que estão cumprindo um papel que é do Governo do Estado. Não fosse tamanho aporte financeiro, o Hospital estaria de portas fechadas e a saúde numa situação precária aqui e em toda a região”, esclareceu o prefeito. Há uma facilidade, o fato de que Diego é líder de bancada e consegue emendas de bancadas que são bastante visadas, pois podem ser utilizadas em custeio, como o pagamento de pessoal.

Na reunião que os prefeitos tiveram, Diego Andrade anunciou a liberação de mais R$200 mil para o Hospital. Ele está estabelecido para manter o pagamento do neurocirurgião evitando assim a judicialização, que fica caríssimo aos cofres das Prefeituras.

No fim da semana passada, a Polícia recebeu em uma cerimônia realizada com a presença do governador Romeu Zema (Novo) uma viatura novinha, desta vez para a Civil. Por indicação de Diego Andrade e entregue por ele mesmo.

O prefeito de Boa Esperança Hideraldo, a chefe de gabinete Melissa Chaves, o deputado Diego Andrade, o prefeito de Três Pontas Marcelo e o prefeito de Coqueiral Rossano

Deputado “Caixa” cadastra mais R$1 milhão para o Hospital

O prefeito Marcelo Chaves mostrou documentos do Sistema Eletrônico de Informações e divulgou que o deputado estadual Mário “Caixa” cadastrou uma emenda impositiva no Orçamento do Estado, no valor de R$1 milhão para a Santa Casa, para contemplar despesas de custeio. Ao que tudo indica, é a maior emenda recebida de um deputado estadual para o Município. Além disso, ele fez a indicação para a doação de uma Ambulância nova para atender a Secretaria Municipal de Saúde.

Secretaria de Saúde será inaugurada

A reforma no antigo prédio da Policlínica na Avenida Oswaldo Cruz está em fase final. Este imóvel vai abrigar a partir do fim deste mês, a Secretaria Municipal de Saúde. Será mais uma economia substancial ao deixar de custear mais um aluguel. O prédio está adequado de acordo com as necessidades da pasta e dos profissionais e todos os setores funcionarão na Policlínica. “Esta é uma política que nós adotamos, de tirar todo setor que for possível do aluguel”, pontuou o Chefe do Executivo. O prédio será inaugurado no dia 30 de setembro, em horário ainda a ser divulgado.

Numa segunda etapa, será reformado o galpão onde funcionava o Arquivo, que servirá de estacionamento dos veículos da Secretaria de Saúde, abrindo vagas no pátio da Prefeitura.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here