A Prefeitura de Três Pontas instalou um ambulatório para atendimento exclusivo de pacientes com síndrome gripal. A estrutura foi colocada ao lado do Pronto Atendimento Municipal (PAM), e conta um médico exclusivo para atendimento de pessoas que apresente algum sintoma de gripe, que podem evoluir para a Covid-19. A montagem da estrutura foi concluída na sexta-feira (24) e está anexo ao container. O prefeito Marcelo Chaves Garcia (PSD) e a secretária municipal Tereza Cristina Corrêa Rabelo foram acompanhar a conclusão do serviço e se encontraram com o médico chefe do PAM Dr. Lucas Eduardo Erbst Marques.

O espaço de 100 metros quadrados fica embaixo de tendas, dispõe de uma estrutura completa, conta com iluminação, ar condicionado, ventilação natural e espaço capaz de manter a distância recomendada para atendimento e coleta de exames. O ambulatório amplia e melhora a capacidade de atendimento, além de dar mais segurança aos trespontanos e servidores, separando as demais patologias evitando assim, a transmissão do vírus. “Mantendo uma estrutura externa, a gente tem toda a tranquilidade de utilização do Pronto Atendimento e caso haja necessidade, a gente isola o paciente com problemas respiratórios em um ambiente externo, mais arejado onde a gente tem uma menor possibilidade de contaminação”, explica Dr. Lucas Eduardo Erbst Marques.

É neste local que estão sendo realizados os testes rápidos para a Covid-19, todo dia de manhã, até por volta das 10:00 horas. Uma iniciativa que visa evitar que uma pessoa infectada ou com suspeita fique procurando atendimento nas unidades de saúde. De lá, o paciente é orientado ao isolamento domiciliar e caso houver necessidade de algum exame completar, ele é encaminhado.

De acordo com Dr. Lucas, os problemas em vias respiratórias de maneira geral, tem uma característica de maior facilidade de disseminação em tempos mais frios. Neste sentido, a equipe da Secretaria de Saúde está acompanhando a evolução diariamente e há planos de contingência que já estavam preparados para eventualmente, caso fosse precisa. “Nós iniciamos o atendimento na segunda-feira passada de forma piloto para ver como seria a resposta e percebemos que teve uma resposta interessante. Temos dentro desse plano de contingência, se houve necessidade, ampliar esta estrutura e montarmos mais consultórios e demais espaços para observação”, adiantou o médico, que enfatizou a importância de um trabalho conjunto com a provedoria do Hospital São Francisco de Assis, a Secretaria de Saúde, a Prefeitura e os deputados Diego Andrade (PSD-MG) e Mário Henrique “Caixa” (PV).
A criação deste ambulatório não se deve ao crescimento do número de casos e nem dos óbitos, já era previsto que neste período, os diagnósticos apontassem a Covid-19, como é os casos de resfriado, H1N1 e todos que circulam nesta época.

Segundo os estudos gerais, em torno de 4% a 5% dos pacientes que serão infectados terão alguns sintomas que vai exigir avaliação médica em algum momento. Desta porcentagem de 5% em torno de 1% pode precisar de cuidados mais intensos intra-hospitalares. Tem tido uma média de 20 a 30 atendimentos diários no PAM com doenças respiratórias.

Ele justifica que a unidade de atendimento de urgência e emergência, atende 24 horas por dia, todo tipo de problemas de saúde e as outras patologias não deixam de ter a atenção e cuidados da equipe. É obvio que alguns atendimentos como acidentes, por exemplo, diminuíram, mas o número destes atendimentos tendem a se estabilizar novamente, já que muitas pessoas tem ignorado a pandemia e os riscos que eles correm. Neste tempo em que as temperaturas caem, os acidentes vasculares cerebrais, costumam aumentar um pouco, justamente por causa do clima, mas o crescimento registrado até agora, está dentro do que a direção espera da sazonalidade.

O prefeito Marcelo Chaves comentou que já estava tudo pronto para que o Pronto Atendimento recebesse uma ampla reforma, inclusive otimizando o espaço, dando mais conforto aos pacientes e os funcionários, porém, com a pandemia, a melhoria precisou ser adiada.

A secretária de Saúde Tereza Cristina admite que o aumento de casos já era esperado, dado a insistência das pessoas em não seguir as orientações, principalmente promovendo festas com aglomerações. “Quero pedir à população de Três Pontas que tenha consciência. Hoje todo mundo conhece uma pessoa que já teve Covid-19. O poder público está fazendo de tudo desde o começo para manter a economia no município funcionando e vocês terem acompanhamento tanto do assintomático, do sintomático e do positivado. A partir de agora a responsabilidade cai sobre vocês. Evitem aglomeração, festas particulares, irem em bares, lanchonetes, restaurantes, academias, porque nós estamos numa fase crítica. Se alguém ainda não temiam ou não acreditavam no vírus, procure as famílias que estão enterrando seus doentes, que estão com diagnósticos positivo. O mais lamentável é que existem pessoas doentes está andando pelas ruas e ainda sem usar máscara”, alertou Tereza. Assim como a Prefeitura não tem como segurar as crianças que querem ir os parquinhos em casa. A mãe e o pai levam de acordo com a consciência, porque a responsabilidade é deles.

A Secretaria de Saúde, segundo a chefe da pasta, elogia sua equipe que estão em todas as frentes e reafirma que Três Pontas está muito bem estruturada. Tanto que uma equipe, inclusive com uma médica está indo em empresas maiores levar orientações. O município tem em seu quadro 32 médicos a disposição. Para o atendimento do Coronavírus, nós temos a equipe do pronto atendimento, a doutora Priscila para atender positivados e o doutor Henrique para os sintomáticos que ainda não tiveram problemas respiratórios.

Os recursos financeiros para tratar da pandemia são repassados pelo Governo Federal, através do Ministério da Saúde. O montante varia de acordo com o boletim epidemiológico e o número de habitantes. A Secretaria Municipal de Saúde Pontas já recebeu R$2.950.000,00 para o Covid. Porém, é importante destacar que o município é sede de micro, que inclui gastos com UTI.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here