Rua Dr. Pedro Augusto Meimberg 394, no Centro. Este é o novo e definitivo endereço da sede do PROCON de Três Pontas – Programa Municipal de Orientação e Defesa do Consumidor, que ganhou o nome de Virgínia Prósperi Mesquita Calili. O órgão tem a missão, de garantir a mediação de casos conflituosos, entre os clientes e consumidores insatisfeitos com os serviços ou produtos, disponibilizados por determinada empresa ou estabelecimento.

A cerimônia de inauguração foi realizada na tarde desta quinta-feira (10), e restrita a alguns convidados, como autoridades, familiares da homenageada, servidores do órgão e a imprensa.

O crescimento que o órgão tem tido nos últimos anos, estando cada vez mais presente na vida dos consumidores, garantindo direitos e dando respostas rápidas à sociedade, refletiu na necessidade de um espaço que possibilitasse melhor atendimento ao cidadão que recorre ao órgão para ter seus direitos garantidos. O imóvel onde está instalado o PROCON, foi adquirido através do pagamento de uma multa no valor de R$271.405,00, que o órgão aplicou contra uma montadora de veículo, em defesa de um consumidor da cidade, que comprou um veículo novo e que apresentou defeito dentro do prazo de garantia de 30 dias. A sede onde abriga o serviço é de propriedade do Município e nela não se pode alocar outra atividade a não ser a de defesa do consumidor, ou seja, o PROCON. O horário de expediente é de segunda a sexta-feira de 8:00 as 11:00 e de 12:00 as 17:00 horas.

O coordenador do PROCON Municipal Jorge Eugênio Mesquita Calili, era o mais satisfeito com a inauguração, por ver o serviço funcionando em uma sede ampla, oferecendo conforto para os servidores e consumidores e também por levar a partir de agora, o nome de sua mãe.

Lembrando desde a primeira vez que assumiu a coordenação do órgão, em 2009, quando o prefeito era Dr. Glimaldo Paiva, Jorge Calili, destacou a lei apresentada em 2010, pelo então vereador José Henrique Portugal, aprovada na Câmara, que criou o Fundo Municipal de Defesa do Consumidor. A lei permitiu que todas as multas aplicadas e recebidas ficassem em Três Pontas. Antes disso, todos os recursos iam para  o Fundo Estadual. A partir daí, todo dinheiro das multas está depositado nele.

Calili detalhou que após receber a multa nos cofres do Município, ele se reuniu com o prefeito Marcelo Chaves, o procurador Yves Duarte e o secretário de Fazenda Agnaldo Corrêa, que decidiram por comprar o imóvel e tiveram reunião com o Conselho Gestor do Fundo de Defesa do Consumidor, que zela pelos recursos.

A secretária de Administração e Recursos Humanos Érika Mesquita, ressaltou que os méritos são de Calili que conduz tão bem o serviço. Antes ele trabalhava em uma sala bem reduzida e agora, além de ter mais conforto para atender aos trespontanos, não tem mais despesa de aluguel, que tem sido uma grande preocupação do prefeito Marcelo Chaves, segundo Érika, diminuir ao máximo despesas desta natureza.

O vereador e vice prefeito eleito, Luis Carlos da Silva falou da união que a Câmara teve em aprovar o projeto de lei que permitiu a compra do imóvel para a sede própria do PROCON. Ele mencionou que os atuais vereadores, que foram reeleitos a maioria, teve uma união muito grande com o Poder Executivo, resultado da condução da Câmara, por ele e Maycon Machado e da Prefeitura, com Marcelo e seus secretariado. “Quando se deixa um pouco a política e as vaidades de lado, este é um dos resultados, a população é quem ganha.

O presidente da Câmara Municipal Maycon Machado, desejou que as nova sede, seja um espaço de muito diálogo, resolução de problemas e conflitos e um local que pela biografia da homenageada, que tenha muito cuidado e amor ao próximo, assim como fez em vida Dona Virgínia Calili.

O prefeito Marcelo Chaves defendeu o trabalho realizado pelo PROCON, elogiou a atuação de Calili e sua equipe de defender os consumidores,que tem feito a diferença, por isto, é uma alegria vê-lo fortalecido com sua sede própria. O gestor destacou por último, o trabalho feito por sua equipe e os servidores municipais que precisam ser reconhecidos pela dedicação que tem em ajudar o Município.

Virgínia Prósperi Mesquita Calili nasceu em 21 de agosto de 1921, filha de Francisco Antônio Rabello de Mesquita e Amélia Prósperi de Mesquita. Desta união nasceram cinco filhos: Virgínia, Guiomar, Maria de Loures, Noé Herculano e Antônio Astrogildo. Virgínia foi casada com José Jorge Calili, vindo durante toda a vida com o marido, se dedicado a atividade de produtora rural. Neste mister, engrandeceu a comunidade e a economia trespontana reconhecida pela produção cafeeira.

Da união com José Jorge nasceram cinco filhos: José Jorge de Mesquita Calili, Maria D’Aparecida, Francisco Fabiano, Elói e Jorge Eugênio. Durante toda a vida, Dona Virgínia foi reconhecida por sua caridade para com todos pela incisiva participação na vida comunitária trespontana.

COMPARTILHAR

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here