Um estelionatário se passando por policial civil, causou um prejuízo de mais de R$10 mil a uma aposentada de 74 anos, no bairro São José em Três Pontas.

O crime foi na última sexta-feira (10) e registrado pela Polícia Militar. A vítima recebeu uma ligação telefônica durante a tarde de um rapaz dizendo que era do departamento jurídico do banco, mas depois que seria um policial civil.

O motivo da ligação feita por volta das 14:30, é que a aposentada teria tido seus cartões clonados em um supermercado, um restaurante e que teriam feito compras em uma loja de departamentos da cidade. O suposto funcionário, indicou que ela escrevesse de próprio punho uma carta relatando o problema. Além disso, que ela teria que colocar a carta, com a senha e seus dados em um envelope. A orientação é que um policial civil passaria em sua casa, pegaria o envelope e então bloquearia os cartões.

Por volta das 16:00 horas, um homem passou na casa da aposentada e recolheu o envelope. A vítima só foi desconfiar por volta das 18:00 horas, quando ligou para sua filha. Elas ligaram para os bancos para bloquear os cartões, mas já era tarde demais.

Já havia sido feito uma compra de quase R$5 mil utilizando um deles. No aplicativo de uma loja de departamentos foram feitas mais quatro compras, valores que variam de R$1,3 mil e R$1,5 mil, totalizando todas elas mais de R$10 mil.

A aposentada não conhece o rapaz que esteve na sua casa. A Polícia Civil já está investigando o caso e a suspeita é que o estelionatário seja de São Paulo e provavelmente esteja agindo em cidades da região. A polícia orienta a quem ver este rapaz (foto), o denuncie imediatamente.

COMPARTILHAR