Padre André deu as bençãos na saída da romaria

 

A romaria de cavaleiros e amazonas já se tornou tradição em Três Pontas, durante as comemorações do Aniversário de Morte do Beato Padre Victor. Neste domingo (16), foi a vez de se conservar esta cavalgada, que percorreu sete quilômetros de estrada de terra – da Praça D’Aparecida no Centro, à Capela Santa Cruz, na Comunidade da Faxina.

Em frente a Matriz, vestidos a caratér com bota e chapéu, eles rezaram e receberam as bênçãos do pároco padre André Rodrigues Villas Boas. Cavaleiros, amazonas e animais foram aspergidos com água benta. O sacerdote seguiu a frente da turma.

De Lavras vieram 13 pessoas. Entre elas, o trabalhador rural João Carlos Costa de 36 anos, que fez questão de trazer, a esposa, a filha e a sobrinha Gabriela de 13 anos. Ele participa pelo quarto ano consecutivo e renova a fé em Padre Victor, no qual é devoto.

O jovem trespontano Douglas de Paula 15 anos, fez o trajeto pela primeira vez a antes da saída, disse que estava cheio de expectativas. Ele tem um grupo de 34 cavaleiros, que adora andar a cavalo pela zona rural. Participar da romaria de Padre Victor, é a oportunidade de fazer novas amizades e rezar.

Escoltados pela Polícia Militar, os cavaleiros e amazonas fizeram o percurso até a Capela do Padre Victor em 40 minutos, com tranquilidade. Lá, padre André celebrou missa especial e fez a oração pela canonização do Beato, que apesar de 113 anos de sua morte, continua vivo no coração de tanta gente. A organização também registrou a participação de cavaleiros de Nepomuceno.

Padre André deu as bençãos na saída da romaria
COMPARTILHAR

Comentários