Campanha de vacinação contra o sarampo e a paralisia infantil (Tomaz Silva/Arquivo Agência Brasil)

 

  • Postos ficarão abertos de 8:00 as 16:00 horas. Pais e responsáveis devem levar o cartão de vacinas

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e o Sarampo termina hoje (31) em todo o país. Todas as crianças com idade entre 1 ano e menores de 5 anos devem receber a dose, independentemente de sua situação vacinal. Das 163 cidades da região, 101 não atingiram a meta de 95% estabelecida pelo Ministério da Saúde. Ou seja, apenas 62 municípios alcançaram o objetivo.

Três Pontas é um dos municípios que ainda não atingiram cobertura vacinal de 95%. Nem mesmo o “Dia D” de vacinação realizado no sábado (18), foi capaz de conscientizar pais e responsáveis da importância de vacinar as crianças. A baixa adesão é preocupante, especialmente depois da volta de casos de sarampo no país. Os últimos dados divulgados pela Secretaria Municipal de Saúde aponta que 78% do público alvo foi imunizado até agora. Foram vacinadas até agora 2.143 crianças, sendo que a meta é atingir 95% e um total de 2.744 crianças. Faltam 601 crianças. Por isto, os postos de saúde da cidade serão abertos neste sábado (1º), de 8:00 as 16:00 horas, para o segundo “Dia D”. A coordenadora do Programa de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde Lara Miranda Silva pediu ajuda as escolas e Centros Municipais de Educação Infantis (CMEI’s).

Este ano, a vacinação é feita de forma indiscriminada, o que significa que mesmo as crianças que já estão com esquema vacinal completo devem ser levadas aos postos de saúde para receber mais um reforço. Pais, mães e responsáveis devem levar o cartão de vacinas. Dados do Ministério da Saúde mostram que mais de 3 milhões de crianças ainda precisam ser imunizadas.

No caso da pólio, as crianças que não tomaram nenhuma dose ao longo da vida vão receber a vacina injetável e as que já tomaram uma ou mais doses devem receber a oral.

Para o sarampo, todas as crianças com idade entre um ano e menores de 5 vão receber uma dose da tríplice viral, desde que não tenham sido vacinadas nos últimos 30 dias.

Casos de sarampo

Até o dia 28 de agosto, foram confirmados 1.553 casos de sarampo no Brasil, enquanto 6.975 permanecem em investigação.

O país enfrenta dois surtos da doença: no Amazonas, que já tem 1.211 casos confirmados e 6.905 em investigação, e em Roraima, onde há 300 casos confirmados e 70 em investigação.

Casos isolados e relacionados à importação foram identificados nos seguintes estados: São Paulo (2), Rio de Janeiro (18), Rio Grande do Sul (16), Rondônia (2). Pernambuco (2) e Pará (2).

Foram confirmadas ainda sete mortes por sarampo, sendo quatro em Roraima (três em estrangeiros e uma em brasileiro) e três no Amazonas (todos brasileiros, sendo dois óbitos em Manaus e um no município de Autazes).

COMPARTILHAR

Comentários